Anúncio

Amazonense de Handebol Cadete e Júnior encerram com confrontos entre equipes do interior e capital

O fechamento da primeira rodada do Campeonato Amazonense de Handebol Cadete e Júnior levou para a quadra do ginásio do Rio Negro, no Centro de Manaus, a rivalidade entre as equipes do interior e da capital, nesse domingo (10), no naipe masculino. Equipes de Manacapuru, Autazes e Iranduba foram os destaques do dia.

Organizada pela Liga de Handebol do Amazonas (Liham), a temporada 2018 do handebol do Amazonas recebe apoio do Governo do Amazonas (Seduc e Sejel), Meca Comunicação Visual e Plano 7 Produção e Comunicação.

Duelos

Em três jogos empolgantes para o público, o experiente time da Associação Esportiva Manacapuru venceu de forma avassaladora, 52 a 4, a equipe da Escola Municipal Jorge Resende, formado por alunos da instituição de ensino da capital, na categoria cadete. No jogo seguinte, o time da Terra da Ciranda voltou a vencer, mas desta vez na categoria Júnior. O embate contra os novatos do Hopeful, que estreou defendendo a cidade de Autazes (distante a 113 quilômetros em linha reta de Manaus), terminou com o placar de 30 a 22.

“Estamos desde 2008 trabalhando. Apesar de todas as dificuldades estamos lutando. Temos bons jogadores e conseguimos uma vitória que vem do fruto do nosso trabalho. Nosso objetivo é ganhar, não importa quem seja. Queremos vencer, sem desprezar ninguém, e conquistar esse título”, explicou o treinador da equipe de Manacapuru, Evandro Bastos.

Derrotada em quadra, a treinadora do Hopeful/Autazes, Jacqueline Batista, não teve tempo para lamentação. O resultado negativo trouxe virtudes para o debutante time da Terra do Leite.

“O Hopeful é um projeto social da Igreja Batista Regular que busca tirar os jovens dos caminhos ruins. Nosso time é de Manaus e há pouco mais de dois meses recebi o convite de um amigo para levar nosso projeto para Autazes, e assim montamos um time com os garotos da própria cidade. Está sendo uma bênção. Essa nossa derrota vejo como um aprendizado. Eu gostei muito. Nosso time nunca jogou na capital. Lá em Autazes não tem uma quadra grande e o psicológico acabou atrapalhando”, comentou a treinadora e responsável pela equipe.

Encerrando o dia de jogos, no encontro entre capital e interior, pela categoria Júnior, o Isaías Vasconcelos, da cidade de Iranduba (distante a 27 quilômetros em linha reta de Manaus), ficou no empate com a Associação Atlético Amazonas, por 27 a 27.

“São equipes que a cada ano estão mais experientes. É a meta da Liham trazer equipes do interior, não somente no adulto, como na categoria de base, além de levar os jogos para estas cidades. Estão de parabéns as equipes e isso mostra o fortalecimento do nosso esporte, não só na capital, como nos outros municípios. O interior é forte no handebol. Não é à toa que o Penarol, da cidade de Itacoatiara, é bicampeão amazonense”, comentou o presidente da Liham, Auricélio Andrade.

Resultados

Cat. Cadete – A.E Manacapuru 52 x 4 Jorge Resende

Cat. Júnior – A.E Manacapuru 30x 22 Hopeful/Autazes

Cat. Cadete – Jorge Resende 36 x 19 HCM

Cat. Júnior – Columbia E.C 30 x 34 HCM

Cat. Júnior – Atlético Amazonas 27 x 27 Isaías Vasconcelos/Iranduba.