Anúncio

Amazonense de Tiro com Arco reúne atletas classificados para o Sul-Americano

Nesse domingo (22) aconteceu a 3ª etapa do Campeonato Amazonense de Tiro com Arco Outdoor, realizado pela Federação Amazonense de Tiro com Arco (Fatarco), na Pista de Atletismo da Vila Olímpica de Manaus, zona centro-oeste da cidade. A competição é um dos melhores do Brasil, com atletas renomados e ganhadores de títulos internacionais.

Neste domingo, a competição reuniu arqueiros, inclusive, classificados para os Jogos Sul-Americanos, que ocorrerão em Cochabamba na Bolívia, de 30 de maio a 7 de junho, que é o caso de Gustavo dos Santos. Ele foi o campeão no Tiro com Arco Recurvo, somando 628 pontos, e no feminino, Graziela Dos Santos levou a melhor com 623 pontos.

Segundo Gustavo, esta competição foi um preparo para o Sul-Americano e a pontuação foi boa, mas pode melhorar. “Eu fiz uma pontuação que é boa, mas relativamente baixa as que, normalmente, faço. Ainda temos alguns dias para a próxima competição, então é treinar e melhorar os resultados”, disse.

Prestigiando a competição, o titular da Sejel, Manoel Almeida, falou sobre a modalidade que tem a cara da Amazônia e confirmou para esta semana a agenda com a direção da Fatarco para montar um grupo de trabalho com o objetivo de tirar do papel e, enfim, tornar realidade a criação do Centro de Treinamento do Tiro com Arco.

“Esse esporte tem a nossa cara, a cara da Amazônia. Temos atletas de alto rendimento que fazem competições mundiais e sempre trazem resultados excelentes. Nosso intuito é fomentar cada vez mais o esporte e será assim com o Tiro com Arco. Soubemos de um projeto parado há alguns anos sobre a criação de um espaço de treinamento da modalidade. Portanto, nesta semana, vamos nos reunir com a direção da Fatarco para montarmos um grupo de trabalho e por fim, tornar realidade o Centro de Treinamento de Tiro com Arco”, destacou o secretário.

Para o diretor da Fatarco, Aníbal Fortes, um Centro de Treinamento, além de fortalecer a base e revelar novos talentos, também será possível treinar paratletas que têm interesse pelo esporte.

“A gente fica muito feliz pela oportunidade de conversar sobre esse nosso projeto, sobretudo porque um espaço de treinamento exclusivo de tiro com arco beneficiará muito o esporte, revelaremos novos arqueiros, bem como alcançaremos um nível ótimo com atletas de alto rendimento, criaremos uma boa base e treinaremos paratletas que já sonham em praticar este esporte. Com um Centro de Treinamento vamos dar a atenção devida a esses atletas especiais”, comentou Fortes.