Anúncio

Amazonino articula união de siglas com “gordo” fundo partidário e quase 34m de TV

Amazonino pode estar mal das pernas pra enfrentar a correria de uma disputa eleitoral, levando em consideração o que disse o prefeito Artur Neto (PSDB) ao comentar a provável candidatura do governador à reeleição, mas pelo que tudo indica, mentalmente, ele continua o mesmo Amazonino de sempre, com a costumeira astúcia em se tratando de disputa eleitoral. Segundo fonte do Radar nas hostes palacianas, Amazonino estaria articulando – tem quem diga que já teria até conseguido – uma união de partidos com “gordo” fundo eleitoral e ainda quase 34 minutos de tempo de TV para propaganda eleitoral. (Ver documento no final da matéria)

Nessa coalizão de siglas arquitetada por Amazonino, estaria logicamente o seu próprio partido, o PDT, assim como PP de Francisco e Rebecca Garcia e agora também dos irmãos Belarmino e Átila Lins, mais o MDB de Eduardo Braga, e até o PR de Alfredo Nascimento.

Esses partidos abocanham uma fatia significativa de fundo partidário. Este ano, o fundo partidário previsto, em nível nacional, é de R$ 890 milhões. Não é possível precisar quanto desses milhões virão para o Amazonas porque os critérios de distribuição do fundo partidário são definidos por cada partido. Mas, só para se ter uma ideia, os partidos do Amazonas abocanharam mais de $ 2,2 milhões do Fundo Partidário, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 2014.

Referente ao tempo de propaganda gratuita, que acontece ao longo de 35 dias antes das eleições – antes eram 45 dias, mas essa duração foi reduzida -, caso Amazonino consiga essa coalizão partidária, haverá um somatório de quase 34 minutos por dia para ele aparecer na tela da TV.

Segundo consulta feita a Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, a distribuição do tempo do horário eleitoral está assim definida, conforme o número de deputados federais de cada partido: o MDB terá 14:02 minutos; PP 08:21; PR 07:30 e PDT 04:33. Sendo assim, Amazonino ganharia mais de meia hora durante todos os dias de propaganda eleitoral pra falar como ele arrumou “casa” e o imenso amor que tem pelo Amazonas.