Anúncio

Amazonino manda fazer pesquisa de opinião pública para checar sua densidade eleitoral para deputado estadual

mazoca-assembléia-montagem

O ex-prefeito, Amazonino Mendes mandou fazer pesquisa de opinião pública para checar como estaria sua densidade eleitoral para uma das vagas à Assembleia Legislativa do Estado (ALE), segundo fonte do Radar, muito bem informada sobre “coisas de Amazonino”. A pesquisa teria sido feita pela Perspectiva, de Durango Duarte, e o resultado seria a maior votação de um deputado estadual na história das eleições no Amazonas, cerca de 85 mil votos. O recorde em eleições  à Assembleia Legislativa continua sendo do então deputado  Wallace Souza, nos áureos tempos dos “Irmãos Coragem”, com toda a popularidade do Programa Canal Livre. Wallace foi eleito deputado com 54 mil votos. Também ultrapassou 50 mil votos, o deputado Belarmino Lins nas eleições de 2010.

Com essa votação, Amazonino ainda “içaria” mais quatro às cadeiras de deputado estadual, isso sem coligação. E aí, seguindo o raciocínio da nossa fonte, Amazonino eleito deputado seria “um pulo” para a cadeira de presidente da ALE. Amazonino aprontaria mais uma das suas dando o troco em quem diz que há político traçado para o Executivo, e outros como Artur Neto com o perfil próprio para o Parlamento. Quem tem boa memória, lembra que Amazonino já acenou para essa possibilidade de vir a ser deputado estadual, explicada por ele próprio como algo que lhe daria “a chance de dar uma nova contribuição ao Estado do Amazonas, com a elaboração e aprovação de projetos voltados principalmente para os jovens”, e segundo definição do próprio Amazonino, nesse objetivo de dar essa “nova contribuição” não importaria o cargo. Mas, como também é típico de Amazonino, ele está a cavalheiro, comodamente observando as articulações feitas para as eleições desse ano, na base de “um olho no peixe, outro no gato” – ou seria melhor dizer “um olho na Assembleia, e outro no Senado”.

Nossa fonte conta ainda que já está em contagem regressiva a decisão de Amazonino sobre quem vai apoiar para o Governo do Estado. Ele teria definido aos mais próximos que pretende bater o martelo em 15 dias. (Any Margareth)