Amazonino não descarta aliança com Eduardo Braga nas eleições de 2022 e define: “o tempo dirá”

Em entrevistas e nas redes sociais, eles demonstram a mesma união de 2020

Imagem postada por Eduardo Braga em suas redes sociais relembrando tempos da chamada “Ação Conjunta” entre ele e Amazonino

O ex-governador Amazonino Mendes (sem partido) e o senador Eduardo Braga (MDB) parecem continuar na mesma convergência política da eleição municipal passada quando um (Eduardo Braga) apoiou o outro (Amazonino) pra prefeito de Manaus. As postagens nas redes sociais de ambos mostram isso e fazem com que não parem de chegar ao Radar especulações de que a aliança de 2020 vai perdurar no processo eleitoral deste ano. Os dois são cotados como pré-candidatos ao governo do Amazonas em 2022.

Um exemplo disso é que, numa publicação nas redes socias, Eduardo Braga abriu o baú da história da política local e relembrou da chamada ação conjunta entre a Prefeitura de Manaus e o Governo do Amazonas.

“Quem pela primeira vez fez ação conjunta entre Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus fomos o @amazoninomendes e eu. Isso foi lá em 1995, quando eu era prefeito e ele governador”, escreveu Braga.

A aproximação entre os políticos ficou mais nítida ainda, quando Amazonino Mendes foi questionado em um programa de TV local sobre a possibilidade de uma chapa única com o senador Eduardo Braga. Em resposta, Amazonino não descartou a possibilidade e falou que ambos se apoiam.

“O tempo dirá! Na verdade o Eduardo me apoiou recentemente na campanha para prefeito. Nos respeitamos mutuamente, nos entendemos e é muito natural e comum, nos nossos encontros embora bissextos, discutirmos problemas técnicos administrativos”.

Foto: Reprodução/ TV Norte

Além disso, Amazonino disse que a preocupação com o destino do Amazonas é o que une os políticos.

“Ambos estamos muito preocupados com o destino do Amazonas, com o que vem acontecendo com o nosso Estado. O Amazonas nunca esteve à deriva e está verdadeiramente sem rumo, é uma situação extremamente crítica em toda a sua história”, disse Amazonino Mendes.

Até o momento, não há uma confirmação se os dois políticos serão aliados em 2022 ou se estarão em lados opostos nesse pleito, como já aconteceu no passado. A única certeza que se tem é que eles têm um adversário comum, o governador Wilson Lima (União Brasil).