Anderson do grupo Molejo pede desculpas por palavrões em live

Foto: Divulgação

O cantor Anderson Leonardo, 48, do Molejo fez um vídeo pedindo desculpas e dizendo estar arrependido dos palavrões que usou em uma live no Instagram, com o jornalista Betoh Cascardo, para se defender da acusação de estupro feita pelo MC Maylon, 21.

No vídeo, o músico justifica que estava no calor da emoção e pede desculpas pelos palavrões que ofenderam pessoas de diferentes gêneros. Na live, o cantor chamou o MC de “veado” e disse que o jeito como ele se portava e se vestia teriam ajudado para que acontecesse o ato sexual.

“Quero me desculpar se usei algumas palavras de baixo calão, ofendendo algumas pessoas de gêneros diferentes. Minha intenção não é essa. Estava no calor da emoção. Quero pedir desculpas a todos que se sentiram ofendidos com algumas palavras que eu falei”, disse o cantor.

Maycon Douglas Pinto do Nascimento Adão, conhecido como MC Maylon, confirmou a acusação de estupro que fez ao músico Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, em entrevista a Roberto Cabrini no Domingo Espetacular (Record) e disse que já tentou suicídio. Segundo ele, o ato consumado e não autorizado mexeu demais com a sua cabeça.

“Eu não estava bem. Tentei me matar duas vezes, fui entrando em depressão”, disse ele. As entrevistas com ele e com o acusado foram feitas de modo separado para que cada um desse a sua versão do ocorrido.

Segundo o MC, no dia 11 de dezembro de 2020 Anderson o levou a um motel após alegar que iriam para uma reunião. “Ele bateu no volante e falou: ‘você está desconfiado do pai?’. Ele falou: ‘sou uma pessoa pública, as pessoas não podem me ver'”, disse.

Após ser agredido, o MC disse que tentava se desvencilhar. “A única coisa que eu falava pra ele era: ‘pai, para. Pai, eu sou virgem’. Ele agarrou no meu braço e começou uma briga corporal entre eu e ele.”

Anderson reforçou na entrevista que nada disso aconteceu e que ele teria premeditado a acusação. “O que aconteceu foi tudo consensual, foi tudo permitido. Eu gosto de pessoas e sou um cara que não sou preconceituoso. Não pode-se dizer que sou gay nem que sou bi”, contou.

O cantor contesta a versão do MC e diz que ambos continuaram se falando normalmente depois. Ele disse também que aceitou pagar pelos exames médicos do jovem, já que o sexo teria sido sem preservativo, mas que a família do jovem de 21 anos não teria retornado.

Ao final da entrevista, Anderson chorou e disse não temer o resultado dos laudos que analisarão o sêmen na cueca do jovem. “O que eu fiz e faço entre quatro paredes, ninguém precisa saber de nada. A verdade vai aparecer.”

Anderson quer entrar com um processo e pedir uma indenização a Maycon Douglas Pinto de Nascimento Adão, conhecido como MC Maylon, que o acusa de estupro. A revelação foi feita pelo advogado dele, Ivo Peralta.

“Inicialmente, estamos buscando esclarecer junto às autoridades policiais todas as provas e depoimentos necessários para mostrar que não houve crime de estupro [por parte do cantor]. Em seguida, entrar com um pedido de indenização é um caminho que poderemos adotar. Mas primeiro, vamos concentrar as nossas forças em provar a inocência do Anderson”, afirma Peralta, em entrevista à reportagem.

O ativista LGBTQIA+ Agripino Magalhães diz que entrará com um processo contra o cantor do grupo Molejo Anderson Leonardo. O motivo, de acordo com ele, é homofobia. Leonardo usou termos pejorativos durante a live para se referir ao MC que o acusa de estupro.