Anestesiologistas decidem em Assembleia Geral suspender cirurgias após o dia 06 de fevereiro

Cirurgia e Carta 2

Os anestesiologistas que fazem parte do Instituto de Anestesiologistas do Amazonas, cooperativa composta por 160 profissionais, responsável pela quase totalidade dos procedimentos médicos nessa área, enviaram ofício ao secretário de Estado da Saúde, Pedro Elias, avisando que foi decidido em Assembleia Geral Extraordinária, realizada no dia 18 desse mês, a suspensão total das cirurgias eletivas (aquelas que não são de emergência) a partir do dia 06 de fevereiro.

Os anestesiologistas explicam no comunicado enviado ao secretário que a suspensão dos serviços nesta data se dará porque, a partir do dia 06 de fevereiro, o Governo do Estado estará completando 90 dias sem pagar, infringindo as cláusulas do contrato de prestação de serviço, o que permite o cancelamento do contrato por parte da cooperativa.

Ler ofício na íntegra: 

Clique na imagem para ampliar

Carta Anestesiologistas do Amazonas

Clique na imagem para ampliar