Anori vai gastar quase meio milhão somente com EPIs; secretária diz que “quando tiver tempo” esclarece gastos

blank

 

O prefeito de Anori, Jamilson Ribeiro Carvalho, vai gastar quase meio milhão, sem licitação, para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O gasto se tornou estranho aos “olhos” do Radar porque Anori é considerado um município pequeno, com pouco mais de 16 mil habitantes, o que faz com que tenha também, proporcionalmente, um número pequeno de profissionais de saúde para os quais estes EPIs seriam entregues.

A compra de quase meio milhão em EPIs começou a ficar mais esquisita ainda quando o Radar entrou em contato como prefeito Jamilson Ribeiro. Ele disse à reportagem do Radar, que a compra não era só de EPIs não, mas que não sabia dizer a lista de material a ser adquirido com o meio milhão dos cofres públicos. Porém, prontamente passou o número de telefone da secretária municipal de saúde, Renata Padilha, afirmando que ela passaria uma lista do que foi comprado e todos os documentos da contratação feita pela secretária municipal de Saúde.

No entanto, a secretária decidiu, ou não obedecer as ordens do chefe do Executivo ou não acreditou na reportagem do Radar de que teria ligado com autorização do prefeito. Isto porque, ao ser procurada pelo Radar, Renata Padilha, inicialmente disse que falaria com Jamilson Ribeiro.

Em seguida, via WhatsApp, mudou de ideia e disse que “quando tivesse tempo, enviaria os documentos”. (Veja os prints no fim da matéria)

Minutos depois, sem mandar documento algum, escreveu vagamente: teste rápido para covid, máscara N95, máscara tripla, luva estéril e de procedimento, avental, entre outros.

Questionada sobre o quantitativo de cada material e sobre a minuta – mencionada pelo prefeito quando questionado -, Renata enviou um áudio novamente informando que responderia quando “tivesse tempo” e apagou em seguida.

Segundo publicação no Diário Oficial dos Municípios, os R$ 431.520,00 serão destinados à empresa Profarma Hospitalar Ltda., com sede em Manaus, no Parque 10, e que tem como proprietários André Luiz de Andrade e Diego Wilhians de Andrade. (Veja os documentos no final do texto)

Enquanto a população espera a secretária ter tempo de esclarecer os gastos ou o prefeito saber o que está assinando, 566 casos confirmados pessoas são acometidas por Covid-19 em Anori. Destas, nove já morreram.

Veja os documentos:

Contratação

CNPJ

Prints