Apesar do investimento de R$ 13,8 milhões, Alvorada 1 só tem uma rua asfaltada (ver vídeo)

De acordo com publicação no Diário Oficial da Prefeitura de Manaus, o bairro Alvorada 1, zona Centro-Oeste de Manaus está entre os bairros escolhidos para receber recapeamento asfáltico. Vale explicar que recapeamento asfáltico é aquele em que acontece a retitada do asfalto antigo e é feita uma nova pavimentação. Conforme do documento, a Construtora ETAM Ltda receberá R$ 13,8 milhões de verba pública para realizar o recapeamento das ruas, mas no local o Radar encontrou apenas uma rua asfaltada, que por coincidência ou não, a rua pavimentada é a Professora Lea Alencar que passa em frente a igreja Adventista, igreja da qual o prefeito David Almeida faz parte (Avante). (veja documento no final da matéria).

Na Live do Radar, é possível ver que praticamente não há diferença na espessura do asfalto antigo para o asfalto novo. Apesar do prefeito anunciar em publicidades que a cidade virou um canteiro de obras, e que há 31 frentes de serviços pela cidade, a equipe do Radar não encontrou nenhuma máquina trabalhando nas ruas do Alvorada, mas por outro lado, encontrou pessoas insatisfeitas com a atual administração.

A moradora Rosilane da Silva Neto, está indignada ao saber que a rua Aires da Cunha está desmoronando e até o momento nada foi feito. Segundo ela, os dias passam e a situação só piora com as fortes chuvas.

“Se nós votamos nele, é porque nós queremos que ele trabalhe, ele o prefeito e o governador, ou então me põe lá que eu vou trabalhar, pelo menos eu vou fazer alguma coisa, me põe lá pra ver se eu não faço um negócio melhor que ele”, disse Rosilane.

R$ 310 milhões

A Construtora Etam está entre as 15 empresas contratadas pela Prefeitura de Manaus por R$ 310 milhões para a execução das obras de recapeamento. Desse total, a Prefeitura já pagou R$ 66 milhões.

Direito de resposta

O Radar entrou em contato com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para questionar quando as outras ruas do bairro vão receber o recapeamento asfáltico e cobrar também o reparo da rua que está demorando, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta.

Veja o extrato na íntegra