Após ameaça de massacre, policiamento na escola estadual Tiradentes é reforçado

A ameaça do massacre contra a escola foi divulgada nesta terça-feira (14), em um perfil no Instagram

massacre manaus escola

Foto: Divulgação

O policiamento na Escola Estadual Tiradentes, localizada na avenida Codajás, bairro Petrópolis, zona Sul de Manaus, foi reforçado pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM) na entrada e saída de alunos após possíveis ameaças de massacre na unidade de ensino. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc-AM) após matéria divulgada pelo Radar Amazônico nesta terça-feira (14).

As ameaças do massacre foram divulgadas por uma pessoa, até o momento não identificada, que administra um perfil no Instagram denominado como “massacre9584”. Conforme as mensagens divulgadas na rede social, o ataque criminoso estaria marcado para acontecer na próxima quarta-feira (15), e o crime seria motivado por causa de bullying sofrido pelo autor das ameaças.

Em nota, a Seduc-AM informou que o caso foi repassado à Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e será investigado pela Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos (Dercc). Além disso, a secretaria disse que uma equipe de psicólogos vai trabalhar com os alunos da Escola Estadual Tiradentes.

“A pasta reitera, ainda, que uma equipe de psicólogos da Secretaria de Educação vai visitar a unidade e incentivar a prática da valorização da vida e prevenção à violência e ao bullying. A Secretaria de Educação reforça que preza pelo diálogo nas mais diversas situações cotidianas e busca incentivar os estudantes a sempre se relacionarem com respeito”, conclui a nota da Seduc-AM.

A PC-AM explicou ao Radar Amazônico que não pode fornecer informações aprofundadas sobre a denúncia do massacre para não comprometer as investigações. Além disso, a polícia reforça que os crimes divulgados por meio das redes sociais, principalmente os relacionados a ataques, os veículos de comunicação ou qualquer cidadão podem registrar o Boletim de Ocorrência (BO) na sede da Dercc, localizada nas dependências da Delegacia Geral (DG), na avenida Pedro Teixeira, 180, bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste de Manaus, ou na Delegacia Virtual (Devir).

Ameaça

Nas mensagens divulgadas no Instagram, o responsável pelo perfil “massacre9584” diz que vai espalhar sangue para todo o lado e não iria poupar ninguém.

“Vai ser cabeça e sangue para todo lado […] Vão levando na brincadeira, assim fica mais fácil para mim. E.E. Tiradentes, me aguarde”, diz a mensagem publicada nos stories da rede social.

O responsável pelas ameaças também fez questão em dizer que vai entrar e matar “um por um” quem praticou bullying, dando ser um ex-aluno da respectiva unidade de ensino.

Foto: Reprodução/Instagram

Confira a nota da Seduc-AM na íntegra

“A Secretaria de Estado de Educação e Desporto está apurando o caso, que foi informado à Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) para investigação.

A secretaria informa, ainda, que o perfil na rede social está sendo analisado para chegar ao autor ou autora. Desde segunda-feira (13/09), a 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) está dando apoio na entrada e saída dos alunos da unidade escolar. Além disso, uma equipe de psicólogos da Secretaria de Educação vai visitar a unidade e incentivar a prática da valorização da vida e prevenção à violência e ao bullying.

A Secretaria de Educação reforça que preza pelo diálogo nas mais diversas situações cotidianas e busca incentivar os estudantes a sempre se relacionarem com respeito.”