Após caos, Nurmagomedov vence Iaquinta e é o novo campeão peso-leve do UFC

O adversário mudou três vezes em uma semana. O último deles, só foi conhecido a pouco mais de 24h do duelo. Mas ele já tinha avisado que podiam colocar o “King Kong” para lutar se este batesse o peso necessário. Depois de uma confusão sem precedentes na semana do UFC 223 e de uma incógnita sem fim para saber quem subiria com ele no octógono, Khabib Nurmagomedov fez prevalecer a única certeza que todos tinham: se tornou campeão peso-leve (até 70kg) do Ultimate. Para isso, derrotou Al Iaquinta por decisão unânime (50-44, 50-43 e 50-43), nesse sábado, no Brooklyn, em Nova York, após um domínio completo do duelo.

– Agora quero enfrentar Georges St-Pierre no Madison Square Garden! Vamos fazer isso acontecer em novembro! – disse Khabib em cima do cage, aproveitando para agradecer a Al Iaquinta e provoca Conor McGregor, que agora está destronado do posto de campeão da divisão.

– Ei, Brooklyn, este é o verdadeiro gângster, o Al, que aceitou esta luta, não o Conor McGregor. Cadê ele?

Com mais uma vitória, Khabib Nurmagomedov não sabe ainda o que é perder. No seu cartel, o russo do Daguestão soma 26 vitórias em 26 lutas. Após a luta, Dana White informou que o Nurmagomedov é o único campeão dos pesos-leves da organização, confirmando que os cinturões de Conor McGregor (linear) e Tony Ferguson (interino) foram retirados. Al Iaquinta, que enfrentaria Paul Felder na abertura do card principal até ser alçado a rival de Khabib, tem agora um cartel com 13 vitórias, quatro derrotas e um empate.

A luta

Al Iaquinta tentou pressionar Khabib no início e disparou cruzado de direta que fez o russo escorregar. Esquerda do americano entrou depois. Khabib tentou o mergulho sem sucesso nas pernas do americano. Logo depois, em nova tentativa, Khabib catou as pernas do adversário e não largou mais. Quedado, o americano ficou por baixo e Khabib começou a pegar as costas e buscar a finalização. O americano, no entanto, se movimentava bem, enquanto Khabib seguia grudado nele. Sem a finalização com o mata-leão, Khabib golpeava o americano.

Para o segundo round, Al Iaquinta voltou com a mesma estratégia. Até conseguiu bons golpes de início, mas só durou até Khabib grudar nele de novo. Após colocar o americano para baixo com seu jogo tradicional de wrestler, o russo tentou encaixar de novo o mata-leão, mas Al Iaquinta mostrava coração para resistir, sobrevivendo a novo round.

No terceiro round, Khabib Nurmagomedov não teve sucesso nas tentativas de queda, mas em certa altura resolveu não se cansar tanto na caça para derrubar o adversário. Mas, de pé, o russo disparava jabs que entravam limpos no rosto do americano. A certa altura, Iaquinta já sangrava bastante no nariz. No quarto round, o roteiro foi o mesmo, e o público nova-iorquino que apoiava o lutador da casa passou a comemorar as defesas de queda do americano.

Para o último e decisivo round, já com o completo domínio do duelo, Khabib começou indo para cima e combinando boas sequências. Iaquinta encaixou um ótimo cruzado de esquerda e impressionava mais pelo fôlego. Khabib, no entanto, tentou o nocaute com uma sequência avassaladora, com direto a joelhada voadora. Por fim, grudado no americano, tentava de novo o mata-leão, mas Al Iaquinta já tinha definido que a derrota seria mesmo por pontos.

Fonte: G1