Após críticas, prefeito cancela nomeações de ex-vereadores de Manaus

Foto: Reprodução internet

Após a repercussão negativa e a enxurrada de críticas, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) anunciou nessa quinta-feira  (21), que ia exonerar os três ex-vereadores derrotados nas últimas eleições, que foram nomeados para diretorias da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manaus Cult)  As nomeações de Elias Emanuel (PSDB), Reizo Castelo Branco (PTB) e Carlos Portta (PSB) foram publicadas nesta quinta-feira no Diário Oficial do Município. (ver diário no final da matéria)

Elias Emanuel foi nomeado diretor do Departamento de Grandes Eventos; Reizo Castelo Branco ganhou o cargo de diretor de Departamento de Difusão Cultural e Carlos Portta (nome artístico de Carlos Renê de Souza Fernandes) foi nomeado gerente do Café Teatro.

A atitude do atual prefeito gerou revolta na classe artística manauara, fazendo com que o assunto fosse um dos mais comentados na internet, com vários pedidos de exoneração dos três vereadores, sob o argumento de que eles não tem relação com o setor cultural. Não há previsão de nomeação dos três em outros cargos na estrutura do município.

Quem ficou

Há também outros ex-vereadores e candidatos a uma vaga na Câmara Municipal de Manaus, que não conseguiram chegar à Câmara  e que estão ocupando cargos no Executivo, como: Fabrício Lima, Oreni Braga, Marisson Roger, Missionário André, e até o próprio diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, que não conseguiu ganhar nas eleições, mas que agora ocupa uma cadeira depois da derrota nas urnas.