Após empresa receber R$ 63 milhões, prefeito de Codajás paga mais R$ 11 milhões para nova empresa construir estrada até Anori

Apesar de as obras referentes ao primeiro contrato terem sido iniciadas em 2013, a estrada continua intrafegável

Prefeito Antônio Ferreira (Progressistas)

O prefeito de Codajás (a 240 quilômetros de Manaus) Antônio Ferreira (Progressistas) precisou firmar um novo contrato com empresa para a reconstrução da estrada Codajás/ Anori por mais de R$ 11 milhões. Acontece que já existe um contrato firmado com outra empresa e que ainda está em vigência no valor de R$ 69,2 milhões, sendo que já foi pago R$ 63 milhões pela obra.

Apesar de as obras referentes ao primeiro contrato terem sido iniciadas em 2013, a estrada continua intrafegável. No documento publicado no Diário Oficial dos Municípios desta sexta-feira (5), consta que a nova empresa contratada para a obra foi a Hycon Construções Ltda., inscrita no CNPJ 16.368.154/0001-70, tem como atividade principal a construção de edifícios.

O fato que chama atenção é que o governador Wilson Lima já havia feito um ato político no dia 25 de junho de 2021, quando em visita a Codajás afirmou que iria cobrar do seu secretário de Infraestrutura, José Carlos Henrique, e dos órgãos de controle (Tribunal de Contas do Amazonas – TCE-AM, Ministério Público do Amazonas – MPE-AM e Polícia Civil do Amazonas – PC-AM) respostas sobre as irregularidades da obra, mas sem sucesso.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), o contrato da obra (nº 035/2013) determinava um prazo de 630 dias para a conclusão dos serviços.

Respostas

O Radar Amazônico entrou em contato com a Prefeitura de Codajás para saber mais detalhes sobre o contrato e questionou sobre a antiga contratação que iniciou as obras ainda em 2013 e pediu informações sobre a necessidade do novo contrato firmado. Em nota, fomos informados que a estrada de Codajás/ Anori é uma obra do Governo Estadual que não foi cumprida e por isso teve a necessidade de um novo contrato no qual será pavimentado um trecho de 7 quilômetros da estrada.

Confira o documento na íntegra

Contrato