Após filha de 11 anos engravidar, mãe da menor nota semelhança do bebê com o padastro e denuncia estupro

Polícia chegou até o caso após a menor engravidar do padastro

Um homem de 41 anos foi preso em Jutaí após estuprar a enteada de 11 anos. Ele tinha um mandado de prisão preventiva em aberto e foi preso na casa onde morava naquele município.

O abuso contra a menor ocorreu em julho de 2021, segundo a investigadora Susan Lima, da 56ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP). A investigadora assumiu às investigações após denúncia no Conselho Tutelar de que a menor acabou engravidando.

A mãe notou uma semelhança entre a filha e o padastro e realizou a denúncia. “Em maio deste ano, após o nascimento do bebê, a responsável legal da criança comunicou o fato às autoridades policiais, por ter desconfiado que sua filha teria sido vítima de abusos por parte do padrasto, em virtude do bebê se assemelhar a ele”, disse a investigadora.

De acordo com Lima, a prisão ocorreu pela segurança da menor. “Essa prisão teve como intuito resguardar a segurança da vítima. Solicitamos que a população, caso saiba de tais práticas, denuncie, nos ajudando a combater os crimes contra a criança e ao adolescente”, ressaltou a autoridade policial.

O homem responderá por estupro de vulnerável e ficará à disposição da Justiça.