Após liberação, Campeonato Paulista será retomado neste sábado

Rodrigo Corsi/ FPF

A Federação Paulista de Futebol (FPF) informou que o Campeonato Paulista será retomado neste sábado (10) e que a tabela será divulgada ainda nesta sexta-feira (9). O anúncio foi feito pouco depois do governo de São Paulo autorizar novamente a realização de jogos de futebol e demais eventos esportivos no estado, iniciando a partir das 20h (horário de Brasília).

A liberação se deve à decisão do poder público de não prorrogar a Fase Emergencial, a mais restritiva no combate à disseminação do novo coronavírus (covid-19). Apesar de o estágio ser encerrado oficialmente somente no domingo (11), o governo autorizou que a retomada das partidas já ocorresse a partir de sábado.

“Tivemos uma discussão muito grande. [A restrição aos eventos esportivos] Foi, na verdade, uma recomendação do Ministério Público [Estadual]. Houve um trabalho com o MP, a FPF, varias outras federações de esportes profissionais, para que fosse estabelecido um padrão de protocolos muito mais rígido. Destacando, em especial, os protocolos de testagem. Outro ponto de discussão muito importante foi o horário em que campeonatos profissionais podem ser realizados, após as 20h, exatamente porque o toque de recolher é nesse horário, para evitar aglomerações. São campeonatos profissionais sem torcida. Isso já pode ser realizado a partir de amanhã [sábado]”, disse Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, em entrevista coletiva, nesta sexta.

A bola não rola em território paulista desde 14 de março, com a Fase Emergencial tendo início no dia seguinte. A FPF tentou convencer o governo estadual e o MP a liberarem os jogos, afirmando ter um protocolo de saúde eficiente, sem êxito. A entidade e os clubes da Série A1 (primeira divisão) cogitaram acionar a Justiça para garantir o calendário, mas voltaram atrás. De lá para cá, duas partidas chegaram a ser realizadas pelo Paulistão, mas em Volta Redonda (RJ): Mirassol x Corinthians, pela quinta rodada, e São Bento x Palmeiras, pela terceira.

Na semana passada, um novo protocolo, mais rígido, foi apresentado pela Federação às autoridades. O documento precisou sofrer ajustes e, somente na última quinta-feira à noite (8), o Ministério Público se manifestou favorável às medidas sanitárias. Em nota, o MP informou que o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, encaminhou ofício ao governo paulista, dizendo que o protocolo era “um avanço positivo diante do contexto que se revelava quando da edição do Decreto de 11 de março [quando foi instituída a Fase Emergencial]”.

No comunicado em que anuncia a volta do Paulistão, a FPF elencou as mudanças feitas no protocolo inicial. Entre elas, estão a inserção de jogadores, membros de comissão técnica e arbitragem em uma bolha sanitária, com testes regulares de PCR a cada três dias. Se for detectado um caso positivo, além do afastamento da pessoa do ambiente, os contatos próximos deverão ser rastreados. O número de profissionais envolvidos nos jogos será reduzido.

As delegações deverão ficar concentradas em quartos individualizados e, antes de cada partida, serão submetidas a testes de antígeno. Nos jogos noturnos, os exames serão colhidos antes da primeira refeição, pela manhã, no respectivo dormitório. O uso de máscara será obrigatório para quem não estiver no campo. Aqueles que foram para o gramado só poderão tirar a máscara no momento do aquecimento. Os capitães devem utilizar o acessório na hora do sorteio de quem sairá jogando e da escolha dos lados.

“A FPF acionará, antes de cada partida, a Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Militar e as Guardas Civis Metropolitanas, a fim de impedir aglomerações, especialmente nos entornos dos estádios, centro de treinamento dos clubes e adjacências. Ademais, a FPF acionará os clubes para que dialoguem com suas respectivas torcidas organizadas para reforçar a orientação de não aglomeração”, conclui a nota da Federação.