Arthur diz que Amazonino é que nem “Cinderela só pensa em reeleição” (ver vídeo)

Após o anúncio de mudanças na alta cúpula da segurança pública do Governo do Amazonas nessa terça-feira (4), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), divulgou um vídeo nas redes sociais criticando a insegurança em Manaus, que segundo ele, é resultado da falta de gestão do governador do Amazonas e candidato à reeleição, Amazonino Mendes (PDT). Para Arthur, ele vive em um sonho de “cinderela” e só pensa em se reeleger ao cargo. (Confira o vídeo na íntegra no final da matéria).

No vídeo, o prefeito disse que a capital teve mais um dia tenso e violento ao denunciar um assalto a doze pessoas, entre pacientes e servidores, em uma Unidade Móvel de Atendimento Carreta da Mulher, no parque São Pedro, bairro Tarumã e uma ação de bandidos no bairro da União, que foi atribuída por ele, “a brigas entre facções de traficantes de drogas”.

“Isso está tomando conta do nosso Estado e fazendo a todos nós, manauaras de reféns. Nós não podemos mais compactuar com isso. Nós estamos vendo o Governo do Estado fazer uma leviana dança das cadeiras, procurando evasivas e desculpas para o fato de o governador não conseguir liderar as policias, não conseguir dar conta do combate ao crime organizado. Isso é de indignar e eu falo isso com muita tensão”, desabafou.

Na avaliação do prefeito, o caos que se instalou na segurança pública é resultado do Estado não ter uma “liderança à altura” para resolver a situação. Ele acusou Amazonino de não combater o problema e só pensar na reeleição.

“Eu estou, nesse momento, denunciando que nós estamos de mãos atadas, braços atados, porque quem tem poder de polícia está tão alienado que finge que não é com ele, finge que não está acontecendo nada demais na cidade e vive um sonho de Cinderela só pensando em coisas menores, ou só pensando mesmo nessa tal história das eleições. Manaus não aguenta mais, está sufocada”, disse Arthur.

Em seu discurso ele falou ainda, sobre a ajuda do Governo Federal e da existência de um “Governo estadual de verdade” no sentido de dar um jeito na onda de violência. E afirmou que não se calará e pede um basta.

“Uns se acostumam com a violência, o que é muito grave. Outros se rebelam contra a violência. Isso leva a um quadro inteiramente distorcido quanto ao psicológico da nossa cidade. Outrora uma cidade pacata, feliz e hoje uma cidade que vive trancada. As pessoas de bem do lado de dentro da tranca e as pessoas do mal do lado de fora da tranca, ameaçando, fazendo e causando mortes e desassossegos. Basta de verdade”, finalizou Arthur.

Um dia difícil e tenso em Manaus. Eu falo pelos nossos servidores que foram, mais uma vez, vítimas de um assalto enquanto trabalhavam. Ao todo, 12 pessoas entre servidores e pacientes foram mais uma vez roubados e humilhados dentro de uma Unidade Móvel de Atendimento, uma Carreta da Mulher.Esta cidade violenta e tomada pela guerra do tráfico não representa a Manaus que tem uma rede pública MUNICIPAL de educação com os melhores índices no Ideb. Não é a cidade que tem a maior cobertura de LED do país e passa longe da capital que tem suas contas ajustadas e abriga gente feliz e hospitaleira. Eu denuncio, não me calo e peço um basta a toda essa onda de violência. Violência, inclusive, contra a imprensa na tentativa vazia de se omitir a grave situação que vivemos.

Posted by Arthur Virgílio Neto on Tuesday, September 4, 2018