Após polêmica com fantasia de quase 4.000 penas, madrinha da Vila Maria desiste de adereço

A madrinha de bateria da Vila Maria, Ana Beatriz Godoi, afirmou que não mais usará penas de animais em sua fantasia de Carnaval. Segundo ela, que no ano passado desfilou no sambódromo da Anhembi, em São Paulo, usando cerca de 3.800 penas de faisão, sua fantasia em 2019 será de cristais.

“Mesmo sem penas, minha fantasia será muito luxuosa e pesada. Será toda dourada e terá 40 mil cristais. Ainda não fiz as contas, mas o investimento está em cinco dígitos” declarou Ana Beatriz Godoi.

Em 2018, a fantasia da madrinha de bateria da Vila Maria foi criticada pela apresentadora de TV e ativista da causa animal Luisa Mell. Na época, em uma rede social, a artista compartilhou uma reportagem na qual Ana Beatriz Godoi aparecia, chamando a atenção para quantidade de penas de sua fantasia.

Ao F5, Luisa Mel disse, nesta quarta-feira (6), que está muito feliz com a decisão de Ana Beatriz Godoi. “Que maravilha! Fico feliz que meu trabalho dê esse resultado”, comemorou a artista.

Sobre a ação na Justiça que Ana Beatriz Godoi disse ter entrado, no ano passado, contra Luisa Mell, a ativista afirma que desconhece a ação. A madrinha de bateria da Vila Maria alega ter recebido ameaças de fãs de Luisa Mell após a repercussão.

Nesta ano, a Vila Maria será a penúltima agremiação a desfilar na segunda noite de desfiles, em 2 de março. O enredo da escola em 2019 é “Nas asas do grande Pássaro, o voo da Vila Maria ao Império do sol”.