Após pressão, governo faz acordo salarial de 24,20% com servidores da saúde

Após protestarem por melhores condições de trabalho e reajuste salarial, os trabalhadores da rede estadual de saúde aceitaram a proposta do Governo do Amazonas de 24,20% de reposição salarial, que serão parcelados em três anos. O acordo foi fechado nessa quinta-feira (12), entre Amazonino Mendes e os representantes da categoria.

Segundo o acordo, já a partir de maio, a categoria terá a primeira parcela da data base de 10,85% de reajuste – sendo 2,68% referente à reposição de 2018 e mais 8,17% retroativos à data base de 2015. Em 2019, serão concedidos 9,27% retroativos a 2016 e mais a data base do ano. Em 2020, serão 4,08% retroativos a 2017 e mais a data base do ano. A partir de junho, também será aumentado de R$ 220 para R$ 420, o valor do auxílio alimentação.

Também foi acordado que as datas bases retroativas serão cumpridas em maio de cada ano e fixadas em lei, garantindo, com isso, a quitação pelo atual governo, das reposições não pagas pelas gestões anteriores. Agora, o acordo fechado durante a mesa de negociação seguiu para a Casa Civil.