Após reajuste, gasolina tem preço mais caro da história em Manaus e ultrapassa R$ 5,79

Posto localizado na Avenida Theomario Pinto da Costa. Foto: Radar Amazônico

Depois do anúncio de reajuste de combustíveis pela Petrobrás, nesta segunda-feira (05), que provocou o aumento do valor da gasolina e do diesel, os postos de combustíveis elevaram o preço do litro da gasolina em Manaus, chegando a maior cifra da história.

Posto de gasolina na Avenida Ephigenio Sales.  Foto: Radar Amazônico

A marca histórica ocorre após o aumento de R$ 0,10 no litro do preço do combustível na capital amazonense. Há duas semanas, o preço médio em Manaus girava em torno de R$ 5,49 a R$ 5,59 e, nesta sexta-feira (09), chegou a ser cobrado R$ 5,79 por litro do combustível.

Na segunda-feira (5) a Petrobras anunciou reajustes nos preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha. De acordo com a Petrobras, a gasolina aumentou, em média, R$ 0,16 (6,3%), fazendo com que o litro do combustível saia de R$ 2,53 e chegue a R$ 2,69.

Posto de gasolina na Rua Paxiúbas, bairro Dom Pedro. Foto Radar Amazônico

Até chegar aos consumidores finais, os preços cobrados nas refinarias da Petrobras na venda às distribuidoras são acrescidos de impostos, custos para a mistura obrigatória de biocombustível, margem de lucro de distribuidoras e revendedoras e outros custos.

AUMENTOS CONSECUTIVOS NO GÁS DE COZINHA

Além do aumento na gasolina e diesel, a Petrobrás informou que o preço do gás de cozinha subirá R$ 0,20 por quilo. Este é o décimo-quinto aumento consecutivo no preço do gás de cozinha nas refinarias da Petrobras, após um período de queda no início da pandemia. Desde o início do governo Bolsonaro, o produto vendido pela estatal acumula alta de 66%.