Após revitalização, Unidade de Apoio e Base de endemias do Tupé foi entregue para comunidade

Fotos: Altemar Alcântara/Semcom

A Prefeitura de Manaus entregou nessa segunda-feira (20), a Unidade de Apoio e Base de Endemias da Praia do Tupé, na zona Rural de Manaus. A unidade foi revitalizada para oferecer ambiente mais adequado para o atendimento das endemias e servir como suporte no atendimento de atenção básica da unidade móvel fluvial.

A revitalização faz parte do Plano de Intensificação do Controle da Malária, lançado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto no último dia 6 deste mês. A base fluvial fica localizada à margem esquerda do Rio Negro, a 60 minutos do Porto de Manaus, e faz parte da área de abrangência da UBSR – Unidade Básica de Saúde do Livramento. Na comunidade residem 28 famílias, em torno de 140 pessoas. Mensalmente, esta comunidade recebe atendimento de saúde por meio da UBS Fluvial Ney Lacerda.

A Unidade de Apoio do Tupé é composta por um Agente Comunitário de Saúde (ACS) e um Agente Comunitário de Endemias (ACE)/microscopista. Todos os dias são realizados exames para diagnóstico de malária e visita domiciliar pelo ACS.

No primeiro semestre do ano foram registrados 3.992 casos de malária em Manaus, o que representa um aumento de 13% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 3.473 casos da doença. Atualmente as áreas mais afetadas estão na zona rural do rio Tarumã, estrada BR-174 (Manaus – Boa vista) e AM-010 (Manaus – Itacoatiara), e áreas de ocupação desordenada nas zonas Leste e Oeste.

As áreas selecionadas para a intensificação foram 28 localidades do Distrito de Saúde Rural, onde serão instalados mosquiteiros impregnados nas residências e seis localidades do Distrito de Saúde Leste, alcançando 32 criadouros com 4.514 metros lineares para o manejo ambiental.