Aprovados no concurso do IDAM vão entrar na Justiça para cobrar convocação pelo Governo

Aprovados no concurso do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (IDAM) formaram uma Comissão para ingressar na Justiça com uma ação pedindo a nomeação pelo Governo.

“São famílias que dependem desse dinheiro pra sustentar suas famílias, então é complicado! Estamos nessa luta com o governo para tentar conseguir a nossa nomeação por um direito que é nosso”, disse Ana Lobato, uma das aprovadas.

Segundo ela, o próximo passo da comissão será ingressar com uma Ação Civil Pública (ACP) com apoio da Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM). Outra medida para tentar uma negociação com o governo será por meio de manifestações que o grupo pretende fazer nesta quarta-feira (12).

A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Adesam) anunciou um processo seletivo simplificado visando a contratação de profissionais para atuar no Projeto de Apoio ao Fortalecimento das Ações de Fomento e a Produção Sustentável Rural no Estado do Amazonas (Sepror), enquanto isso muitos concursados aguardam pela nomeação.

As vagas poderiam ser ocupadas pelos aprovados no concurso do Idam realizado em 2019.

Para Ana Lobato, o ideal é que esse processo seletivo entre a Sepror e a Adesam possa realocar nas secretárias os concursados que aguardam pela nomeação.