Áreas afetadas pela cheia em Manaus são vistoriadas pela Defensoria Pública

Foto: divulgação

As áreas afetadas pela cheia dos rios nas zonas Sul e Oeste de Manaus foram vistoriadas nesta sexta-feira (23) por uma equipe Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM).Além de identificar as demandas da população, durante a inspeção, o defensor público geral do Amazonas, Ricardo Paiva, convidou lideranças comunitárias para participar de audiência pública na próxima quinta-feira (29), com o objetivo de debater soluções para reduzir os impactos da enchente na capital.

Nas visitas aos bairros São Jorge e Educandos, defensores públicos mapearam locais que necessitam da construção ou substituição de pontes e marombas. Também foram identificadas demandas de saúde, pois, as famílias estão expostas a uma grande uma quantidade de lixo, com a subida das águas e a precariedade das pontes. Há diversos relatos de alergia entre os moradores do Educandos.

Em alguns becos no Educandos, moradores já começaram a deixar suas casas por causa das alagações. Enquanto na região moradores temem perder suas residências, que já começaram a ceder com a enchente, no bairro São Jorge as águas já chegaram a derrubar uma casa.

“Hoje nós conhecemos a realidade dessas pessoas, para assim avaliarmos de que forma podemos buscar assistência para elas. Além da clara necessidade de pontes, marombas e ações de saúde, nós também vamos verificar junto ao Estado e Município, o cadastro para um auxílio-aluguel e a possibilidade de uma solução de moradia, porque muitas famílias correm o risco de perder suas casas”, afirmou o defensor geral, Ricardo Paiva.

Além do subdefensor público geral do Amazonas, Thiago Rosas, também estiveram na visita aos bairros o defensor público Christiano Costa, que é coordenador do Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon), e o defensor Rodolfo Lobo, designado para a Defensoria Especializada em Direitos Humanos.

Thiago Rosas explicou como será o acompanhamento da Defensoria aos afetados pela enchente. “Agora nós vamos oficiar aos órgãos municipais e estaduais para as devidas providências diante das necessidades que identificamos. Na próxima semana, a Defensoria vai continuar visitando as áreas afetadas pela cheia e verificar se as medidas que indicamos estão sendo tomadas. Vamos continuar acompanhando os bairros, além de realizarmos a audiência pública”, destacou o subdefensor geral.

(*) Com informações da assessoria DPE-AM