Arquidiocese de Manaus suspende atividades por 15 dias devido a aumento de novos casos de Covid-19

Foto: Divulgação Seminf

 A Arquidiocese de Manaus resolveu suspender as atividades presenciais por 15 dias em virtude dos altos números de casos de coronavírus conforme informação divulgada na tarde desta terça-feira (05). A decisão foi tomada após o arcebispo de Manaus, Dom Leonardo Steiner, consultar o Conselho Presbiteral Local.

De acordo com o documento divulgado e assinado pelo arcebispo, as igrejas permanecem abertas para visitas ao Santíssimo Sacramento e às orações pessoais dos irmãos e irmãs. As transmissões online serão de responsabilidade dos párocos e equipe reduzidas.

“O meio mais eficaz para conter a propagação de contaminação tem sido o recolhimento das pessoas evitando presença em lugares muito frequentados, eventos que agrupam razoável número de participantes”, justificou Dom Leonardo no documento. Ele também frisou a importância de continuar os cuidados fundamentais para evitar a transmissão do vírus como o distanciamento social e o uso de máscaras.

Segundo determinação, a Cúria funcionará somente para os serviços internos. As secretarias das paróquias e áreas missionárias estarão abertas para ajudar na orientação dos fiéis.

As atividades poderão retornar no dia 22 de janeiro se as prescrições do governo não forem prorrogadas.