Arthur e Amazonino repudiam ataque a Bolsonaro (ver vídeo)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), e o governador do Amazonas, Amazonino Mendes (PDT), repudiaram o ataque sofrido pelo deputado federal e candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), no fim da tarde dessa quinta-feira (6). (veja vídeo de Arthur e nota de Amazonino no fim da matéria)

Jair Bolsonaro recebeu uma facada no abdômen quando participava de ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Em um vídeo divulgado em suas redes sociais, Arthur Virgílio classificou o ataque como “um ato agressivo contra à democracia”.

“É profundamente agressivo a democracia brasileira este gesto de atentado à vida contra o deputado Jair Bolsonaro”, afirmou o prefeito.

Segundo Arthur, ” a diplomacia e o diálogo devem sempre prevalecer mesmo na divergência política”. “Eu prezo por isso e jamais aceitarei qualquer ato de violência. O ataque que sofreu o deputado Jair Bolsonaro não pode ficar sem a devida investigação. Eu e minha família desejamos seu rápido restabelecimento”, disse o prefeito de Manaus nas redes sociais.

Em nota, o governador Amazonino Mendes afirmou que “o ataque ao candidato a presidente da República Jair Bolsonaro (PSC), ocorrido nesta quinta-feira, em Minas Gerais, não foi um ataque qualquer, mas um ataque contra a democracia”.

“Um ato que diminui o Brasil perante todas as nações e macula a eleição para a presidência da República. Uma atitude inadmissível neste estágio da civilização. Não se pode tolerar a intolerância. O Brasil precisa de diálogo, não da construção da cultura do ódio. Passou da hora de aprendermos a conviver com quem pensa diferente da gente”, afirmou o governador.

Veja o vídeo do Prefeito Arthur Neto

Leia a nota do governador Amazonino Mendes