Anúncio Advertisement

Arthur faz balanço da gestão e defende a Zona Franca em reunião na Fieam

O prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB) fez um detalhado balanço de sua gestão e novamente defendeu a Zona Franca de Manaus ao cobrar mais implementos que possam fortalecer o Polo Industrial de Manaus, e garantir sua existência.

Os dados foram apresentados durante a 4ª Reunião Ordinária da Diretoria da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), na quinta-feira (23), no Centro, para o empresariado local, vereadores, representantes do executivo municipal e membros da sociedade civil.

“É muito salutar vir até aqui a Fieam conversar e ouvir os empresários, além de dar um retrato da solidez fiscal do nosso governo, do que já fizemos, dos projetos que temos para executar no próximo verão, e mais, não podemos deixar de falar na Zona Franca de Manaus. Já vivemos muitas crises, que foram superadas com alguns arranhões, mas desta vez temos riscos muito reais para a competitividades das empresas aqui instaladas e se não agirmos com presteza e precisão, podemos perder empresas e empregos”, disse Arthur.

O presidente da Fieam, Antônio Silva, ressaltou a importância do prefeito Arthur Neto no encontro e elogiou sua experiência e conhecimento sobre a Amazônia e a Zona Franca de Manaus.

“O Arthur tem uma história política, pois já foi deputado federal, senador, ministro e hoje a presença dele aqui é o reconhecimento de uma pessoa que tem prestígio no Planalto, e que pode conseguir neutralizar investidas contra a Zona Franca”, disse Silva.

Ao mostrar realizações, obras, ações, programas e projetos de sua gestão, Arthur afirmou que nada do que foi apresentado seria possível se não tivesse trabalhado duramente para recuperar a saúde financeira de Manaus, que a coloca entre a capital de maior equilíbrio fiscal do país, segundo a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

Segundo Arthur Virgílio, a cidade está mudando ao se tornar a capital do LED, ao deixar para trás o problema de abastecimento de água, ao dar um salto no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e ao melhorar sua infraestrutura. Na ocasião, ele revelou que a prefeitura se prepara par fazer um grande pacote de obras ainda em 2019.

Zona Franca

Reconhecido como o maior defensor da Zona Franca de Manaus, após 20 anos dedicados à defesa do Amazonas, em Brasília, fosse como deputado federal, senador ou ministro, o prefeito Arthur Neto defendeu a necessidade do fortalecimento do modelo, garantindo sua existência pela importância que representa para Manaus, para a floresta Amazônica e para o Brasil.

“É preciso que se entenda a importância da Zona Franca de Manaus pela sua potencialidade econômica não só para Manaus, mas para o país, por sua importância de manter a floresta de pé e por tudo que representa para a capital da Amazônia. O Brasil precisa ser nosso parceiro até para evitar que outros sejam nossos donos no futuro”, pontuou.

Presente ao evento, o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Joelson Silva, qualificou como enriquecedora a participação do prefeito nesse momento de tantas incertezas sobre o futuro do Polo Industrial.

“Esse é um momento importuno para todos nos unirmos em um só propósito, o de defendermos a Zona Franca de Manaus e as nossas potencialidades. Estamos vivendo momentos de incerteza e o prefeito é alguém que tem experiência, foi senador, foi deputado federal, foi ministro, sabe como funcionam as coisas em Brasília, podendo contribuir e muito com o conhecimento que ele tem para defender a Zona Franca”, salientou Joelson.