As declarações do presidente da maior Corte de Justiça do País sobre o prefeito de Manaus

Em tempos de relacionamentos nem sempre cordiais entre agentes políticos e membros do Judiciário – o maior exemplo disso são os ataques feitos por integrantes do Governo Federal aos ministros do STF ou os vários políticos processados nos tribunais superiores de Justiça – não há como não se impressionar quando o presidente da maior Corte de Justiça do País, o ministro Luiz Fux, enobrece com tamanha distição um homem público, no caso o prefeito de Manaus, Arthur Virgíio Neto.

Ao saudar o prefeito, durante videoconferência, com o lançamento do programa Juízo 100% digital do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) realizado na última sexta-feira (4), o ministro Luiz Fux chamou Arthur Neto de “um grande brasileiro”. Disse ainda que Arthur é um parlamentar ímpar e que “hoje não verificamos praticamente ninguém a altura do parlamentar Arthur Virgílio Neto.

O presidente do STF disse que Arthur Neto é um “amigo de primeira hora”. “O prefeito é um homem que acompanhou minha caminhada e a gente constrói o nosso presente com o nosso passado. É meu amigo do passado, meu amigo do presente e seremos amigos até o ocaso (o fim) de nossas vidas”, definiu o ministro .

Na esteira do ministro, o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Domingos Chalub também classificou Arthur Neto de “o melhor prefeito de Manaus”.

“Arthur Neto é meu amigo pessoal, o grande Arthur, que eu considero, que além de diplomata foi um excelente prefeito”, afirmou.

Nas redes sociais o prefeito Arthur Neto disse que ficou emocionado com as palavras do ministro, ao qual ele também classificou como amigo de longa data, pessoa de mais alta estima e respeito.

“É sempre bom reencontrar, nem que seja virtualmente, pessoas queridas, como o também amigo e presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Domingos Chalub, a quem parabenizo pelo belo trabalho desenvolvido na Corte Judiciária. Fiquei, realmente, tocado pelo reconhecimento e digo, de coração, que sentirei saudade de fazer o melhor pela minha cidade. Em toda minha vida pública, ser prefeito é o cargo que mais me traz alegria e paixão”, declarou Arthur.

Ao acompanhar esse encontro, vejo que em tempos de tantas desavenças, gabientes do ódio, ataques e baixarias, é bom constatar que as relações entre os poderes ainda pode ser feita com gentileza e elegancia.