Asprom anuncia estado de greve contra volta às aulas na rede pública

Foto: Divulgação/Asprom.

O Sindicato dos professores e pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) anunciou um “Estado de Greve”, nessa sexta-feira (17), diante da possibilidade de retorno das aulas presenciais nas redes públicas estadual e municipal de Ensino.

A Asprom Sindical decidiu em assembleia por maioria dos votos o início do estado de greve, considerando o grande risco e perigo que representa o retorno das aulas presenciais para toda a comunidade escolar da Seduc/AM (rede estadual) e da Semed/AM (rede municipal).

O presidente da Asprom Sindical, Lambert Melo, explicou que o estado de greve “é o anúncio oficial que a categoria profissional faz ao patrão (Governo e Município), que está se organizando para uma greve”.

“Se o problema não for resolvido, o próximo passo é, em uma nova Assembleia Geral, aprovar o Indicativo de greve (estabelecer uma data para inicio da greve), e se o problema persistir, uma nova Assembleia Geral será marcada para aprovação da greve geral da categoria”, afirmou o presidente da Asprom Sindical.

Ainda segundo o presidente, as secretarias da Seduc/AM (rede estadual) e da Semed/AM não querem dialogar com o sindicato e estão tomando decisões unilaterais e autoritárias.

Uma nova assembleia geral está prevista para o início de do mês de agosto.

 

Documento na Íntegra

Foto: Divulgação