Asprom instala greve de professores e pedagogos da rede estadual de Ensino por tempo indeterminado (Ver vídeo)

Os representantes do Sindicato dos Professores e Pedagogos das Escolas Públicas do Ensino Básico de Manaus instalaram a greve na Rede Estadual de Ensino por tempo indeterminado  tarde desta segunda-feira (10), durante assembleia extraordinária realizada no Sindicato dos Metalúrgicos, no bairro Praça 14, zona Sul de Manaus.

A decisão de instalar a greve se deu após a determinação do governador Wilson Lima de retomar as aulas na rede estadual de ensino nesta segunda. Além disso, as recomendações dos professores do Amazonas sobre a impossibilidade do retorno das aulas devido a pandemia do novo coronavírus não foi considerada pelo Estado.

De acordo com a presidente da Asprom,Elma Sampaio, o secretário de Educação, Luiz Fabian, afirmou que a classe não tem autoridade para opinar no assunto.

“O secretário disse que os professores não têm autoridade para dizer que esse não é o momento das aulas presenciais”, revelou a presidente.

A assembleia contou também com a presença do cientista do Instituto de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Lucas Ferranti, que afirmou que há um alto risco de uma nova onda contaminação por Covid-19 em Manaus.

“Não é nem um pouco seguro voltar neste momento. Primeiro que Manaus está ainda em estado de transmissão comunitária do coronavirus, os próprios dados da FVS-AM mostram isso, uma vez em que os números de ocupação de leitos, o número de casos testados por dia e o número de mortes permanecem crescendo”, disse Lucas Ferranti.

Segundo o coordenador de comunicação da Asprom Sindical, Lambert Melo, a partir desta terça-feira (11) os professores não serão obrigado a irem até as unidade de ensino, pois estarão resguardo pela greve.

“Amanhã eles estarão protegidos e abrigados pelo instituto da greve e, a partir daí, qualquer problema de perseguição, de retaliação que venha acontecer, a direção do sindicato estará atuando com o seu departamento jurídico”, garantiu Lambert.

Asprom Sindical instala greve geral na rede de ensino estadual por tempo indeterminado

Asprom Sindical instala greve geral na rede de ensino estadual por tempo indeterminado

Posted by Radar Amazônico on Monday, August 10, 2020