Asprom Sindical faz manifestação em frente à FVS e denuncia que números da pandemia estão subnotificados (ver vídeo)

No 43º dia de greve, o Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) realizou mais um ato público contra a volta das aulas presenciais, na manhã desta terça-feira (22) em frente à Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), na zona Norte de Manaus. Durante a ação, os manifestantes contestaram as decisões da diretora da instituição, Rosemary Pinto.

“Essa fundação transmitiu a sensação falsa para a sociedade como se a pandemia estivesse controlada. E dessa maneira o governo tomou a decisão de reabrir as escolas. O retorno das aulas só serviu pra justificar gasto de dinheiro e corrupção no governo” diz o coordenador de comunicação da Asprom Sindical Lambert Melo.

Os manifestantes seguravam cartazes com dizeres como “professor ao aderir à greve você vai salvar vidas”, outro dizia “a nossa luta é em defesa da vida” e vários caixões de papelão foram expostos representando as mortes pela Covid-19 no Amazonas.

Ainda segundo Lambert de Melo, o sindicato já está no 43º dia da greve e continuará por tempo indeterminado, afirmando que o ambiente escolar é um foco de contaminação do vírus.

O diretor de comunicação do sindicato também contesta a diretora da FVS, Rosemary Pinto, que informou que o índice de contaminação na área da educação deveria ser de 30%. De acordo com Lambert, esse nível de contaminação seria só na área da sáude, onde se tem contato direto com vírus.

“O máximo que se poderia esperar para a área da educação seria de 15%, mas a secretária afirmou que já esperava 30% é realmente um cinismo muito grande, tentando enganar a população de que é um índice normal”, disse.

Em comunicado publicado na última sexta-feira (18), o sindicato informou que já são quase dois mil professores que testaram positivo para Covid-19 e que é lamentável a atitude do governador Wilson Lima, do secretário estadual de Educação, Luis Fabian, e da presidente da Fundação de Vigilância em Saúde, Rosemary Costa, que agem como se nada tivesse acontecendo.

Asprom Sindical realiza ato público em frente a FVS

Asprom Sindical realiza ato público em frente a FVS

Posted by Radar Amazônico on Tuesday, September 22, 2020