Aleam aprova mais uma operação de crédito de R$ 300 milhões feita por Melo; já são mais de R$ 700 milhões em empréstimos

votacao-plenario-capa

A Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) aprovou, nesta terça-feira (29), que o governador professor José Melo, contraia mais um empréstimo em nome do Estado, desta vez, de R$ 300 milhões através da Caixa Econômica Federal. A justificativa para mais essa operação de crédito é, segundo o Governo do Estado, a necessidade de recursos para duplicação da rodovia AM-010. Com mais este empréstimo, o Governo de Melo já fez um endividamento de mais de R$ 700 milhões junto aos bancos.

O Radar conseguiu captar empréstimos que são feitos por Melo e avalizado pela Aleam desde 2015. Veja a relação de empréstimos:

Mensagem 075/2015: 30 de setembro de 2015 – autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no valor de R$ 70 milhões de dólares para ser usado no Programa de Crédito Multissetorial de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Prodesus);

Mensagem 093/2015 : 19 de novembro de 2015 – autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito junto ao Banco do Brasil no valor de R$ 300 milhões para execução do Programa de Sustentação dos Investimentos Públicos (Prosip);

Mensagem 050/2015: 26 de junho de 2016 – autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito junto ao Banco do Brasil no valor de R$ 49 milhões para modernização dos equipamentos, viaturas e aparelhamento do Corpo de Bombeiros;

Mensagem 073/2016: 22 de novembro de 2016 – autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$ 300 milhões para execução do Programa de Apoio às Despesas de Capital (Prodecap).

Cheque em branco

Bem que os deputados de oposição reclamaram sobre o fato de não terem acesso aos resultados práticos desses empréstimos feitos em nome do Estado do Amazonas. Eles acreditam que não deveria ser avalizado um novo empréstimo sem que o Governo do Estado comprovasse, de forma clara e documental, onde foram investidos esses recursos e quais os benefícios para a população desses investimentos.

A deputada Alessandra Campêlo classificou de desrespeito o fato do governador apenas enviar para a Assembleia a mensagem governamental com o pedido de autorização do empréstimo, mas sequer mandar por escrito onde esse dinheiro vai ser aplicado. “Os deputados governistas dizem que é pra duplicação da rodovia e ponto final. Sequer isso vem na mensagem. A assembleia está dando cheque em branco pro governador”, reclamou a parlamentar. (Any Margareth)