Assessor de Campello segue caminho de ex-vice e renuncia no Vasco

Foto: reprodução Internet

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, tem sua diretoria cada vez mais esvaziada. Três dias após o ex-vice-presidente de Finanças, João Marcos Amorim, renunciar ao cargo, o assessor da presidência, Horácio Junior, seguiu o mesmo caminho, nesta segunda-feira (13).

Assim como Amorim, Horácio alegou, em nota divulgada em sua conta no Twitter, diferenças ideológicas com Campello para entregar seu cargo.

“Infelizmente fiquei numa situação distante ideologicamente do Presidente da Diretoria Administrativa. Minha divergência é ideológica, não é pessoal. É preciso dar espaço para que novos colaboradores, mais alinhados à ideologia do Presidente, remem para essa mesma direção”, disse em um trecho da nota.

Horácio Junior e João Marcos Amorim são integrantes da “Cruzada Vascaína”. Na última sexta (10), poucas horas após o ex-vice renunciar, o presidente deles, Carlos Leão, havia afirmado ao UOL Esporte que seu grupo político continuará apoiando Campello, ressaltando, inclusive, que João Ernesto, outro membro, seguirá como vice-presidente de Relações Especializadas e que Amorim continuará os representando no Conselho Deliberativo.

Além da pasta de Finanças e da assessoria de Campello, o Vasco está sem representantes nas vice-presidências de Futebol, Marketing e Médica, todas também após renúncias.