Assinado Termo de Cooperação Técnica que apontará gastos do Governo do Estado

comissão castro 15 capa

A Comissão de Meio Ambiente e o Idesam irão trabalhar em conjunto para mostrar os gastos públicos do Governo do Estado, indicadores e análise dos investimentos. O Termo de Cooperação Técnica do Projeto Transparência foi assinado hoje (15), na Assembleia Legislativa (Aleam).

Presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Caama), Luiz Castro (Rede) assinalou que a ferramenta irá apresentar também as políticas públicas de várias áreas (meio ambiente, saúde, infraestrutura, entre outras) e se os recursos foram devidamente investidos.

“Queremos saber se as metas foram atingidas, eficiência e eficácia e se não houve desvio. É um importante passo para a Transparência no Amazonas, que está em penúltimo lugar entre os Estados do País”, avaliou o parlamentar.

Passo para a cidadania

O diretor executivo do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável no Amazonas (Idesam), Carlos Koury, o Projeto é mais do que um estudo sobre gastos públicos.

“Sabemos que para o meio ambiente o ‘cobertor é curto’ e por isso é preciso administrá-lo e usá-lo bem. Dentre as metas do trabalho em conjunto está manter a informação disponível, um grande passo de cidadania, e pensar em políticas públicas para melhorar a qualidade de vida”, assinalou Koury.

Coordenadora do Idesam, Carolle Alarcon afirmou que o Amazonas é o Estado, dentre os da Região Amazônica, com maior potencial à sustentabilidade.

“O Projeto contempla também uma agenda positiva de investimentos para a capital e o interior, especialmente na área socioambiental, onde podemos gerar emprego e renda, com pouco ou nenhum impacto à natureza”, afirmou.