Ateliê 23 estreia projeto com oficinas e espetáculos gratuitos

Contemplado pelo Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais, a Companhia de Artes Cênicas Ateliê 23 lançará no dia 1º de fevereiro o projeto “Ocupação 23”, que inclui oficinas e espetáculos semanais gratuitos, com uma programação prevista para ocorrer até o mês de maio. Todas as atividades acontecerão na sede do Ateliê 23, na rua Tapajós, 166, Centro.

Os espetáculos acontecerão sempre às sextas-feiras, às 20h. Abrindo a temporada, nos dias 1 e 8/2, será encenado “da Silva”, obra de dança-teatro que faz referência à família brasileira, dando destaque para a figura da “mulher-mãe”, que se destaca nas histórias compartilhadas pelos integrantes da montagem como o eixo familiar que sintetiza a superação, palavra de ordem do espetáculo.

Já no dia 15/2, será a vez de “Descartável”. A sinopse do espetáculo traz o questionamento: até que ponto nós cometemos o auto-abandono em prol de um sentimento, carência ou apego?

A última apresentação do mês será “Relicário”, no dia 22/2. “Relicário” é uma experiência sensorial onde o espectador entra nesse universo com os artistas de olhos vendados, potencializando outros sentidos, convidando-os a explorar outras possibilidades de tornar palpável, sonoro e fragrante o diálogo.

Oficinas
Paralelo aos espetáculos, a “Ocupação 23” também realizará oficinas. Larissa Martins será a instrutora da Oficina de Fotografia, que acontecerá aos sábados (2, 9, 16 e 23/2), das 14h às 17h, com carga horária de 12h. Os interessados podem fazer suas inscrições online.

Já Eric Lima será o instrutor da Oficina de Ilustração, que acontecerá às segundas-feiras (4, 11, 18 e 25/2), das 18h às 21h, com carga horária de 12h. As inscrições estão disponíveis também em formulário online.

Exposição
Nos dias e horário das atividades da “Ocupação 23”, também estará em cartaz a exposição “Composição e registro da cena artística de Manaus”. A mostra, que ficará por dois meses na sede do Ateliê 23, registra de forma coletiva profissionais da fotografia e suas obras eternizadas pelas lentes, formando uma pangeia da cena teatral de Manaus, nos últimos cinco anos (período de existência do Ateliê 23).

A exposição é um convite para as pessoas que apreciam as artes cênicas da cidade poderem ver a diversidade das produções cênicas locais e, ainda, divulgar o trabalho de fotógrafos da cidade.