Ativista do PDT de oposição ao Governo é achado morto com sinais de execução

Alex 4O corpo do ativista político do PDT, Alexandre César Gomes, o “Alex”, foi reconhecido na desta terça-feira (16) por seu irmão, Júlio César no Instituto Médico Legal (IML). Alex estava desaparecido desde a sexta-feira passada,quando saiu de casa, no bairro da Raiz, Zona Sul de Manaus, vestindo bermuda e camisa pretas e de chinelos, dizendo pra sua mãe que iria rapidamente a um posto de gasolina, próximo de sua casa, e retornaria pouco depois. Isso ocorreu por volta das 21hs. Ele não mais retornou.

Alex era ativo na militância do partido, o PDT, e estava presente em todas as manifestações contra o Governo . Ele era amigo de Hinaldo Castro, ligado ao PT, que em manifesto jogou xerox de notas de R$ 100 no governador José Melo (PROS), na abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam)

O corpo de Alex foi encontrado no Puraquequara. Segundo informações de policiais, Alex teria sido morto com um tiro na cabeça, indicação de assassinato por execução. De acordo com familiares, Alex, não bebia e nem fumava, era um jovem ligado aos movimentos jovens da igreja Católica e tinha atuação política. Mas eles disseram não saber quem poderia tê-lo assassinado.

“O Alex chegou na sexta-feira na sua casa deixou a sua mochila e ainda falou com mãe dele e disse que iria sair rapidinho e voltava para jantar”, informou um amigo ligado a família, afirmando que como ele não voltou a nem mais atendeu ao celular a mãe e os familiares ficaram preocupados.

Amigo de Hinaldo

De acordo com informações de militantes do PDT, Alex, era amigo de Hinaldo Castro, e esteve participando da manifestação na Assembleia Legislativa. “Dias depois da busca e apreensão na casa de Hinaldo Castro quando levaram, entre outras coisas, o celular dele, Alex disse estar preocupado pois uma coisa estranha teria acontecido com ele. Quaro homens num carro o abordaram perto da residência de um parente, na Cachoeirinha, dizendo ser um assalto, mas levaram apenas seu celular”, contou um militante do PDT, dizendo que Alex teria achado esquisito os indivíduos não terem levado o dinheiro que estava no bolso

Por Radar Amazônico/Fato Amazônico