Atlético-MG vence Botafogo com gol de Cazares e garante sexto lugar

Dependendo apenas de si para garantir uma vaga na pré-Libertadores, o Atlético-MG venceu o Botafogo, nesse sábado (1º), por 1 a 0, e vai terminar o Brasileirão no sexto lugar. O único gol do jogo foi marcado por Cazares, ainda no primeiro tempo. Na etapa final, o placar em aberto deu um toque de drama aos torcedores que lotaram o Horto. Mas o resultado perdurou até o apito final e a torcida mineira comemorou a vaga na competição continental do ano que vem.

Para ficar fora do G-6, o Galo teria que perder seu jogo e o Atlético-PR vencesse o Flamengo no Rio. No outro jogo da noite, o xará paranaense até virou a partida, mas vai terminar o Brasileirão em sétimo lugar.

Com o resultado, o Galo terminou o Brasileirão com 59 pontos. O Botafogo fica com 51 e pode até cair para o décimo lugar, mas garante sua vaga na Copa Sul-Americana de 2019.

JOGO

Casa cheia e time animado no Independência. O Atlético começou o jogo naquele clima de pressão que ficou conhecido nos últimos anos dentro do Horto. Com três minutos, um bate rebate na área só não terminou em gol porque a zaga carioca conseguiu bloquear as finalizações de Ricardo Oliveira, Luan, e ainda contou com a sorte no chute de Elias. Ainda antes dos dez minutos, Ricardo Oliveira recebeu de Cazares e cabeceou com perigo ao gol de Gatito.

O Botafogo investiu suas ações ofensivas pelo lado direito, mas não gerou perigo ao gol de Victor, e seguiu atacado pelos anfitriões. Em menos de 20 minutos, não teve jeito. A ótima jogada atleticana pelo lado direito terminou com o passe rasteiro de Emerson e o gol de Cazares. Antes do intervalo, o Galo ainda chegou com perigo no desvio de Adilson e em uma nova cabeçada de Ricardo Oliveira, após cruzamento de Chará.

O Botafogo voltou mais disposto no segundo tempo, e como o Atlético não deixou de atacar, a partida deu uma esquentada. O primeiro grande momento foi um contra-ataque dos visitantes que Maidana se recuperou muito bem e travou Kieza no momento do chute. O Galo respondeu com uma falta perigosa no segundo poste. Ainda com meia hora de jogo, o Bota voltou a assustar com Matheus Fernandes, enquanto o Atlético desperdiçou uma boa chance na furada de Luan.

Faltando aproximadamente 15 minutos para o fim do jogo, o torcedor atleticano foi informado que o xará paranaense havia feito o segundo gol contra o Flamengo. Naquele momento, um gol do Botafogo tiraria o Galo do G-6. O placar ainda indefinido deixou a torcida tensa no Independência. Em campo, o time mostrava cautela para não apostar todas as fichas no segundo gol e correr o risco de deixar espaços e sofrer o empate. O alívio só veio com o apito final e a vitória garantida.

ATLÉTICO-MG

Victor; Emerson, Leonardo Silva (Gabriel, 10’2ºT), Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias (Zé Welison, 28’2ºT), Luan, Cazares e Chará; Ricardo Oliveira (David Terans, 34’2ºT).T.: Levir Culpi.

BOTAFOGO

Gatito; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Matheus Fernandes, Gustavo Bochecha (João Paulo, 30’2ºT) e Marcos Vinícius (Ezequiel, 16’2ºT); Yuri (Leandrinho, 16’2ºT), Rodrigo Pimpão e Kieza.

T.: Zé Ricardo.Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Neuza Ines Back (SC)

Adicionais: Edson da Silva (SC) e Evandro Tiago Bender (SC)

Público/Renda: 22.365 presentes/R$313.452,00.

Cartões amarelos: Leonardo Silva, Elias, Emerson, Victor (CAM), Yuri, Matheus Fernandes, Pimpão (BOTA)

GOL: Cazares (BOT), aos 17 minutos do primeiro tempo. Com informações da Folhapress.