Atuando como animador de comício, Secretário de educação de Melo faz “atividade extraclasse” para pedir votos para Marcelo Ramos (ouvir áudio)

ramos-1Imitando seu antecessor na secretaria estadual de Educação, Rossieli Soares, que também cumpria a mesma função (animador de comício) na campanha à reeleição do governador professor José Melo –  só faltou os salgadinhos que custaram à época mais de R$ 1 milhão do dinheiro da educação – o atual secretário da Seduc, Algemiro Ferreira Lima, fez uma reunião para pedir votos para seus candidatos a prefeito e vice-prefeito, Marcelo Ramos (PR) e Josué Neto (PSD).

A reunião, promovida pelo secretário, reuniu cerca de 500 pessoas, em sua maioria professores e diretores de escola, no sítio Abraço Verde, no Parque das Laranjeiras. Para o que se diz popularmente de “tirar as broncas” com a Justiça Eleitoral – igualzinho fazia o Rossieli e colou, né gente? – o secretário de educação denomina a reunião de “atividade extraclasse” e de “encontro de amigos”. Já alguns professores reclamam que foram coagidos a ir para a reunião para não “caírem em desgraça” com o secretário.

ramos-3Na dita “atividade extraclasse” do secretário da Seduc, teve até lista de presença a ser assinada na porta da reunião eleitoral sob o olhar fiscalizador de assessores. Como diz o próprio Algemiro no áudio, ele tomou o microfone das mãos do apresentador e tentou animar a “festa” contando estórias que tinham, desde vaso sanitário à cata-corno, vividas por ele e Marcelo Ramos nos tempos de faculdade.

Sem contar a tentativa de fazer os professores rirem com estórias de pescador. Mas, pelo que se pode ouvir – ou seria melhor dizer não ouvir – no áudio, a última coisa que os servidores da educação parecem estar a fim é de dar risada, diante do Governo de alguém que se diz professor, mas há dois anos não dá direito sequer à reposição salarial, que dirá aumento de salário. E nem explica cadê o dinheiro do Fundeb que deveria servir para valorização dos trabalhadores em educação.

Num discurso constrangedor – pra não dizer coisa pior, né gente? – o secretário de Educação do Amazonas elogia a beleza de Josué Neto. “Toda vez que Josué vem pra reunião eu fico feio”, diz Algemiro. Ele atua ainda como “chefe” de uma “claque” – termo no dicionário que se refere a uma equipe de profissionais contratados para aplaudir – ao qual ele determina que bata palmas e ainda grite na hora da entrada de Marcelo Ramos e Josué Neto. (ouvir áudio)