Áudio mostra fretamento de 150 micro-ônibus por R$ 75 mil para levar eleitores para as convenções de Wilson Lima e David Almeida (ouvir áudio)

O áudio que seria supostamente do presidente de cooperativa de transporte revela o pagamento de R$ 500,00 por veículo

O Radar recebeu uma denúncia, através de um áudio, onde quem estaria supostamente falando é o presidente da Cooperativa de Transporte Alternativos e Coletivos (Coopatam), Cleiber Silva, mais conhecido como ‘Cachorrão’. Ele está avisando os motoristas cooperados que o governo do Amazonas estaria alugando carros para fazerem o transporte de passageiros para a convenção do governador Wilson Lima (UB).

No áudio, ele fala que o governador precisa fretar 150 ônibus para levar pessoas dos bairros até a convenção, que vai acontecer na noite desta quinta-feira (4). No áudio, o homem ainda diz que será pago um valor de R$ 500 por veículo, ou seja, serão gastos R$ 75 mil, no total. (Escute o áudio no final da matéria).

Sem revelar o nome completo, o homem diz que quem quiser fazer o transporte dos passageiros basta procurar um secretário que atende como ‘Luiz’.
“Quem tiver interessado basta ligar pro Luiz, são 150 ônibus pra poder carregar o pessoal dos bairros pra lá pra convenção do governador, então aquele que tiver interessado dá uma ligada pro secretário que toma de conta desses fretes aí. Aquele que tiver interessado vai até pagar um valor bacana ai”, diz trecho do áudio.

Convenção

Os partidos União Brasil e Avante realizarão na noite desta quinta-feira (4), suas convenções para oficialização da chapa encabeçada pelo governador Wilson Lima (UB), que se candidata à reeleição com o vice Tadeu de Souza, indicado pelo prefeito David Almeida.

O evento começará às 18h, no Espaço Via Torres, mais conhecido como ‘Pagode do Uendel’ na avenida das Torres, zona Centro-Sul de Manaus. A região do entorno do evento, inclusive recebeu serviços de roçagem, varrição e pintura no meio-fio somente nas proximidades onde será o evento político, enquanto o restante da avenida estava cheio de mato e lixo conforme foi mostrado em live pelo Radar, nesta terça-feira (4).

Coincidências

Um fato que chamou a atenção da reportagem do Radar são as coincidências entre o atentado a bala sofrido pelos assessores do vereador Amom Mandel e a denúcia de crime eleitoral que supostamente estaria sendo cometido pelo Governo do Amazonas e pela direção da cooperativa de transporte.

Em coletiva à imprensa, Amom Mandel disse que a equipe do seu gabinete estava investigando exatamente transporte irregular de eleitores e o uso de dinheiro público para pagamento desse transporte. Quando o carro foi alvo de tiros, disparados por dois homens numa moto, a equipe do vereador estava no bairro Cidade de Deus, extamente onde fica a sede da Coopatam.