Aulas de taekwondo e capoeira beneficiam cerca de 45 crianças e adolescentes em Eirunepé

No total, foram formadas seis turmas, quatro de capoeira e duas de taekwondo

As práticas de capoeira tiveram 25 alunos e as de taekwondo, 20.

Cerca de 45 alunos, entre 8 e 17 anos foram beneficiados com aulas de taekwondo e capoeira pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) que  realizou, nesta semana, o encerramento das aulas no município de Eirunepé (a 1160 quilômetros de Manaus).

Os alunos também participaram de oficinas sobre cidadania por meio do esporte, atividades lúdicas, conceitos sobre a consciência do corpo e das capacidades motoras, facilitando, assim, o crescimento cognitivo e afetivo. Ainda receberam ensinamentos de incentivo à confiança, autoestima, iniciativa, disciplina e concentração.

“As práticas esportivas são uma oportunidade para as crianças da região, que não têm condições de treinar em espaços pagos. Então, eles ficam muito felizes e empolgados pela oportunidade. Se empenharam ao máximo e deram o seu melhor durante as oficinas”, explica a educadora social do Desenvolvimento Integral de Crianças e Adolescentes Ribeirinhas da Amazônia (Dicara), do Programa de Educação para a Sustentabilidade (PES), Gleyciane Alves.

No total, foram formadas seis turmas, quatro de capoeira e duas de taekwondo, com aulas ministradas cinco vezes por semana durante dois meses. As práticas de capoeira tiveram 25 alunos e as de taekwondo, 20.

“Para nós, o mais importante foi tirar as crianças das ruas em seus horários livres, de eventuais vulnerabilidades e dar a oportunidade para elas se desenvolverem e se dedicarem a algo que vai trazer benefícios diretamente para suas vidas”, avalia a supervisora do Dicara, Bruna Silva.

As ações de educação do programa são realizadas em aproximadamente 200 comunidades ribeirinhas, de nove unidades de conservação (UCs) e cinco bairros vulneráveis de municípios do Amazonas. Em Eirunepé, as ações são desenvolvidas no bairro Santo Antônio.