Avenida Carvalho Leal, na zona Sul recebe revitalização do município

Fotos: Mário Oliveira / Semcom

Nessa semana, a avenida Carvalho Leal, bairro Cachoeirinha, na zona Sul começou a receber os serviços do Plano de Obras de Verão, da Prefeitura de Manaus. Serão 2,5 quilômetros de recapeamento e revitalização total da avenida, desde canteiros centrais, pintura e sinalização, podas das árvores, limpeza e substituição das luminárias por LED. A expectativa é de que os trabalhos sejam concluídos em 60 dias.

Na madrugada dessa sexta-feira (15), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, acompanhou o trabalho de retirada do antigo asfalto, que será reutilizado em outras ações de infraestrutura do Município, em consonância com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que estabelece responsabilidade ao poder público sobre o gerenciamento correto dos entulhos de obras.

“Manaus se planejou e se organizou. E o resultado pode ser visto nas ações de infraestrutura, que este ano ganharam força, graças a nossa maior capacidade de investimento, alcançada pela organização financeira”, destacou o prefeito, que tem acompanhado dia e noite, ao lado do secretário municipal de Infraestrutura (Seminf), Kelton Aguiar, a execução do Plano de Verão. “Difícil vai ser dar conta de visitar todas as obras, porque já contamos com sete equipes de recapeamento noturno e outras 17 atuando em diferentes serviços, em todas as zonas da cidade, durante o dia”, disse.

Ainda segundo o prefeito Arthur Virgílio Neto, a sustentabilidade também é uma constante na sua gestão. “Por isso, nada é desperdiçado e o asfalto retirado das vias pelo Plano de Obras será aplicado na recuperação das ladeiras em ramais, dando o correto destino a esse tipo de material e garantindo maior estabilidade na pavimentação da área rural de Manaus”, explicou.

Depois de finalizada a fresagem da Carvalho Leal, que é a retirada do antigo asfalto, será realizada toda a regularização da base da avenida para garantir uma maior resistência ao novo material aplicado. Vale destacar também, entre as técnicas utilizadas na execução da obra, o uso do Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ), reforço com bidim – camada de proteção do pavimento, brita e aplicação da camada asfáltica com dez centímetros de espessura, garantindo, ao fim, o melhor desempenho e durabilidade da via.

“Sem dúvida, teremos uma nova avenida. Não é apenas o novo asfalto, é todo um trabalho que vai deixar a rua muito mais urbanizada, contribuindo para a mobilidade, porque aqui passam muitos carros, inclusive ônibus, e que terão um ‘tapete’ para trafegar por muitos anos”, comentou o taxista Junior Abtibol, que mora na Carvalho Leal.

Fonte: Semcom