Anúncio

Bahia elimina Botafogo nos pênaltis e encara Atlético-PR nas quartas

O Bahia levou na disputa por pênaltis a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Nessa quarta-feira (3), no Engenhão, o time tricolor perdeu por 2 a 1 para o Botafogo no tempo normal, mas venceu por 5 a 4 na disputa por penalidades.

Rodrigo Pimpão e Luiz Fernando fizeram os gols do Botafogo, enquanto Edigar Júnio descontou. Na próxima fase, o Bahia enfrentará o Atlético-PR, que se classificou também nesta quarta após vencer o Caracas (VEN) por 2 a 1.

Nas cobranças de pênalti, os quatro primeiros cobradores (Lindoso, Aguirre, Gilberto e Zé Rafael) bateram com categoria e não deram chance aos goleiros. Marcinho, porém, acertou a trave. Sorte do lateral que Saulo, na sequência, pegou chute de Jackson.

Kieza recolocou o Botafogo na frente, mas Allione voltou a deixar tudo igual. Renatinho cobrou com categoria, e Nilton levou a decisão para as batidas alternadas. Moisés perdeu, e Flávio garantiu a vaga para o Bahia.

O Botafogo iniciou a partida buscando o resultado e o primeiro gol quase saiu após cruzamento na área. Rodrigo Lindoso teve calma e dominou a bola no peito dentro da área. O problema é que o volante chutou em cima de Douglas, que, bem posicionado, fez defesa salvadora.

O gol, no entanto, saiu logo em seguida. Pimpão roubou bola no meio de campo e fez passe para Kieza, impedido. O camisa 9 ficou parado e viu o companheiro correr no próprio lance. Ele deslocou Douglas, abriu o placar e fez história. Tornou-se o maior artilheiro do Botafogo em torneios internacionais ao lado de Sinval, com oito gols.

O Bahia, então, teve que se lançar ao ataque, já que o resultado classificava o Botafogo. Um gol daria enorme tranquilidade aos visitantes e foi justamente o que aconteceu. Moisés bobeou e não acompanhou Gilberto em cruzamento na área. O atacante escorou para Edigar Júnio, que estufou as redes de Saulo: 1 a 1.

A pressão mudou de lado com o gol do Bahia. Jogando diante da torcida, o Botafogo precisava de mais dois gols para se classificar e um para levar a decisão para os pênaltis. Ainda no primeiro tempo, o Alvinegro voltou a ficar na frente do placar. Matheus Fernandes deu passe açucarado para Luiz Fernando, que teve muita calma e categoria. Driblou o goleiro Douglas e fez o segundo do time: 2 a 1.

A vitória parcial do Botafogo levava a decisão para os pênaltis e o Bahia não parecia satisfeito com a situação. O Botafogo tomou conta das ações, mas eram os visitantes que levavam perigo nos contra-ataques no segundo tempo. Gilberto e Edigar Júnio tiveram boas chances para deixar tudo empatado, mas pecaram nas finalizações.

BOTAFOGO

Saulo; Marcinho, Rabello, Carli, Moisés; Lindoso, Matheus Fernandes (Renatinho), Bochecha, Luiz Fernando (Aguirre); Pimpão, Kieza. T.: Zé Ricardo

BAHIA

Douglas; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Tiago (Jackson), Flávio; Nilton, Gregore, Zé Rafael, Vinicius (Allione); Edigar Junio (Clayton), Gilberto. T.: Enderson MoreiraEstádio: Engenhão, no Rio de JaneiroJuiz: Piero Maza (CHI)Cartões amarelo: Matheus Fernandes (Botafogo); Vinícius (Bahia)Gols: Rodrigo Pimpão, aos 25min, e Luiz Fernando, aos 39min do primeiro tempo (Botafogo); Edigar Júnio, aos 32min do primeiro tempo (Bahia)

Fonte: Folhapress.