Barcelona contrata promessa do São Paulo e põe multa de R$ 1,9 bilhão

Rubens Chiri

O Barcelona, da Espanha, anunciou nesta quinta-feira (6) a contratação do atacante Gustavo Maia, do São Paulo. O passe do jovem ,de 19 anos, custou 4,5 milhões de euros – o equivalente a R$ 28,4 milhões –  aos cofres do clube da Catalunha, que estabeleceu uma vultosa multa rescisória: 300 milhões de euros, quase R$ 1,9 bilhão. .blank

Em comunicado, o Barça informou que tinha pago um milhão de euros – R$ 6,3 milhões – ao Tricolor para garantir a opção de compra do jogador que, apesar de relacionado, nunca atuou pela equipe profissional são-paulina. Agora, depositou os 3,5 milhões de euros – R$ 22,1 milhões – que faltavam para concluir o negócio.

A princípio, Maia atuará no time B do Barcelona, para adquirir experiência. O contrato do atacante vai até 30 de junho de 2025. O São Paulo segue com 30% dos direitos econômicos e ainda pode lucrar em uma eventual venda futura pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, que prevê o repasse de 5% dos valores envolvidos na negociação aos clubes formadores de atletas.

Natural de Brasília, o atacante estava no time paulista desde os 14 anos. Nas categorias de base, conquistou sete títulos e se destacou, principalmente, em 2018, quando marcou 30 gols em 36 partidas. Em 2020, representou o Tricolor na Copa São Paulo de Futebol Júnior. O jovem começou no banco, virou titular no mata-mata e marcou três gols. Ele também defendeu a seleção brasileira sub-17.

O Barcelona descreve Maia como “um ponta rápido e vertical, que gosta de jogar pela esquerda, apesar de destro”. Segundo o clube espanhol, o atacante brasileiro “tem um bom drible” e “um chute forte que o torna muito perigoso”

Nos últimos cinco anos, o São Paulo fez dinheiro com a negociação de vários jogadores formados em casa. O clube mantém um centro de treinamento voltado à base em Cotia, cidade da região metropolitana da capital paulista. As maiores vendas do período foram as dos atacantes Antony (R$ 74 milhões, em 2020) e David Neres (R$ 50,7 milhões, em 2017), ambos para o Ajax, da Holanda.

Maia não é o primeiro atleta revelado pelo Tricolor a deixar o clube sem ter estreado na equipe profissional. Só no ano passado, o Tricolor negociou os zagueiros Tuta e Morato, ambos campeões da Copa São Paulo de 2019, com Eintracht Frankfurt (Alemanha) e Benfica (Portugal), respectivamente. Juntos, renderam quase R$ 35 milhões aos cofres do Morumbi.