Barroso proíbe entrada de missões religiosas em terras de povos indígenas isolados durante a pandemia

Ricardo Moraes / Reuters

Luís Roberto Barroso reafirmou, em decisão, nesta quinta-feira, que está vedada a entrada de terceiros em área de povos indígenas isolados durante a pandemia.

O ministro deferiu parcialmente cautelar em ação ingressada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil e do PT pedindo a suspensão de missões de cunho religioso nessas áreas.

Barroso reforçou que cautelar proferida no ano passado já impedia o ingresso de quaisquer terceiros em terras de povos indígenas isolados. Ainda assim, ele deferiu parcialmente o pedido para “explicitar” a proibição a essas missões religiosas.