BC não sinaliza próximos passos de sua política monetária

Diante das incertezas que rondam a economia brasileira, o Banco Central decidiu não se comprometer com sinalizações sobre seus próximos passos na política monetária, mas reafirmou que ela tem foco exclusivo na inflação, seus balanços de risco e atividade econômica.

“Em termos de sinalização futura, todos (os membros) concordaram que o maior nível de incerteza da atual conjuntura recomenda se abster de fornecer indicações sobre os próximos passos da política monetária”, trouxe a ata do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC divulgada nesta terça-feira.

Na semana passada, o BC manteve a Selic (taxa básica de juros) na mínima histórica em 6,5% ao ano, como esperado e pela segunda vez seguida, citando piora no mercado externo e, ao mesmo tempo, recuperação “mais gradual” da economia brasileira neste ano após a greve dos caminhoneiros.

Fonte: Folhapress.