Bem-vindo à selva, ministro!

Sabe meu povo, estou muito curiosa pra saber o que os seguidores do presidente Jair Messias Bolsonaro e apoiadores do seu governo estão preparando pra dar as boas vindas ao nosso novo presidente do conselho que analisa e aprova investimentos com renúncia fiscal no Amazonas, o Conselho de Administração da Suframa (CAS), ninguém menos que o ministro da Economia do Governo Bolsonaro, Paulo Guedes, aquele mesmo que nos odeia, que diz que o Brasil perde dinheiro com a existência da Zona Franca e que vivemos de subsídios fiscais graciosos que não têm a menor razão de existir – não precisa nem dizer né meu povo que isso é o mesmo que chamar o povo amazonense de parasitas da Nação!

Há meses que vem sendo dito na imprensa que Paulo Guedes virá para a reunião do CAS. Ainda mais agora que é presidente do conselho! A equipe econômica do governo Bolsonaro tem nos “matado” aos poucos, nos deixando a pão e água. Ainda não teve reunião do CAS esse ano, o que significa mais de cem projetos industriais parados – implantação, diversificação e ampliação – sem o aval do conselho para garantir os incentivos fiscais da ZFM, ao mesmo tempo sem gerar emprego para os trabalhadores do Amazonas e sustento para suas famílias.

E diz que o ministro Paulo Guedes vem acompanhado de ninguém menos que o presidente Bolsonaro! E quero ver agora os curumins do MBL (Movimento Brasil Livre), misturado com o pessoal do Vem pra Rua, junto com os Bolsonaristas agarrados com a bandeira do Brasil, chorando de emoção aos gritos de mito, vê se convencem o Guedes a parar de ferrar com a gente.

Quem sabe os parlamentares amazonenses, os mesmos que fizeram campanha para Bolsonaro não o transformam em cidadão do Amazonas pra ver se o Messias para de querer que a gente coma capim como disse que mereciam “os nordestinos eleitores do Lula” – bom lembrar que o então deputado PM Platiny Soares deu uma medalha pra Bolsonaro e num adiantou nadica de nada pra nós até agora.

Quanto a mim prefiro lembrar do que contou um certo amigo sobre o que acreditavam os pequenos soldados vietnamitas, com suas armas rústicas, sobre os todo poderosos soldados norte-americanos, com seu poderio bélico: dentro da nossa selva, só nós sabemos sobreviver, então eles (soldados norte-americanos) são dragões de papel! Pois digo o mesmo sobre quem nos odeia: aqui quem manda somos nós e eles são dragões de papel!