Biden faz nova rodada de ajuda à Ucrânia com 800 milhões de dólares

Além da quantia em armas, drones e artilharia, os Estados Unidos enviarão mais 500 milhões de dólares para assistência à economia ucraniana

Foto: divulgação

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta quinta-feira (21), uma nova rodada de ajuda militar à Ucrânia. Serão enviados 800 milhões de dólares em armas, drones e artilharia. Somados, os auxílios norte-americanos totalizam 3,1 bilhões de dólares, desde o início do conflito diplomático com a Rússia, em 24 de fevereiro.

Segundo informou um porta-voz do Departamento do Tesouro americano ao New York Times, Biden também fornecerá 500 milhões de dólares à Ucrânia para fins assistênciais à econômica do país governado por Volodymyr Zelensky. O dinheiro deve ser direcionado a despesas orçamentárias do governo.

“Não estamos sentados no financiamento que o Congresso forneceu para a Ucrânia. Estamos enviando diretamente para as linhas de frente da liberdade para os destemidos e habilidosos combatentes ucranianos”, disse o presidente Joe Biden, segundo o The Washington Post.

No Twitter, o presidente ucraniano agradeceu a ajuda do presidente Joe Biden e classificou como “mais necessário do que nunca”.

“Sou grato ao presidente Joe Biden e às pessoas pela liderança, no apoio ao povo da Ucrânia, e na luta contra a agressão russa. Esta ajuda é necessária hoje mais do que nunca! Salva a vida de nossos defensores da democracia e da liberdade e nos aproxima de restaurar a paz na Ucrânia”, disse Zelensky.