BNDES aprova financiamento de R$ 200 mi para o Hospital Oswaldo Cruz

Miguel Ângelo/CNI

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R$ 200 milhões para que o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, de São Paulo, amplie a capacidade de atendimento para combater a pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O dinheiro deverá ser usado para ajudar a custear a folha de funcionários e contratar mais trabalhadores para atuarem neste momento de aumento de demanda por atendimento nos hospitais. Caso os recursos sejam empregados na forma descrita pelo contrato, a instituição poderá ter redução nas taxas de juros e ser beneficiada com ampliação do prazo de carência para pagamento do empréstimo.

Hospital

O Oswaldo Cruz emprega atualmente mais de 3 mil pessoas e tem 805 leitos divididos em três unidades. Desses, 223 são destinados ao atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Complexo dos Estivadores, em Santos, litoral paulista. Em 2019, o hospital registrou uma receita líquida de R$ 842,5 milhões.

Investimentos

Desde o início da pandemia, o BNDES disponibilizou recursos para a abertura de 2,9 mil leitos para o tratamento de pacientes com a covid-19, além de possibilitar a realização de 4 milhões de testes e aquisição de equipamentos médicos e de proteção individual.