Boi de Rua do Caprichoso transforma Parintins em um ‘mar azul’ (ver vídeo)

O percurso do Boi de Rua iniciou no curral Zeca Xibelão

Foto: João Paulo Castro/Radar Amazônico

Na contagem regressiva para o 55° Festival Folclórico de Parintins, marcado para os dias 24, 25 e 26 de junho, o Boi Caprichoso realizou na noite desse sábado (18) o tradicional Boi de Rua e transformou a Ilha Tupinambarana em um verdadeiro ‘mar azul’ após dois anos de ausência devido à pandemia da Covid-19.

O trajeto do Boi de Rua começou no Curral Zeca Xibelão, reduto do bumbá localizado na rua Gomes de Castro, no Centro de Parintins. Sucessos do Caprichoso como ‘Pesadelo dos Navegantes’, ‘Ninguém Gosta Mais desse Boi do Que Eu’ e ‘Bicho Homem’ agitaram os torcedores, que estiveram em peso na festa.

Emocionado, o presidente do bumbá, Jender Lobato, declarou ao Radar Amazônico que ficou feliz com o retorno do Boi de Rua e destacou a importância do Caprichoso ao município de Parintins.

“Meu coração transborda de emoção. Eu dizia muito que no dia 18 o Caprichoso ia fazer o maior evento que um Boi já fez em Parintins. Isso aqui é demonstração de amor do torcedor para o Caprichoso. A partir de hoje, marcaremos um novo tempo, onde o Caprichoso reinará nesta cidade. Essa demonstração vai ficar marcada na história e na nossa memória”, disse.

Torcedora do Caprichoso, a bailarina Thaissa Munhoz participou do Boi de Rua pela primeira vez e ficou encantada com a magnitude do evento.

“Estou achando incrível. Nunca tive a experiência e espero aproveitar mais e mais. Também vim a Parintins para dançar, que é uma coisa que amo muito, e a expectativa é a melhor possível”, ressalta.

Ordem de apresentação

Após sorteio realizado no Bumbódromo, foi definido que o Caprichoso vai encerrar a primeira noite do festival, no dia 24. Ele abre a segunda a noite, no dia 25, e encerra o festival na terceira noite, no dia 26.

Primeira noite: Garantido/Caprichoso
Segunda noite: Caprichoso/Garantido
Terceira noite: Garantido/Caprichoso

Confira o vídeo