Boi Garantido escolhe tema em defesa da Amazônia para o Festival de Parintins 2022

O tema ‘Amazônia do Povo Vermelho’ foi escolhido pela Direção Geral do Espetáculo (DGE) e aprovado pelo presidente do bumbá, Antonio Andrade

A noite dessa sexta-feira (12) foi marcada pelo reencontro da galera vermelha e branca com o boi de coração na testa. O Garantido apresentou seu novo tema para o festival 2022. “Amazônia do Povo Vermelho” é a “razão e existência” do “Boi do Povão” para a disputa na arena de Parintins, segundo o presidente Antonio Andrade. A festa lotou a Cidade Garantido em Parintins, distante 369 quilômetros de Manaus.

A festa teve início, às 21h, com um forte esquema da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), que exigiu na portaria, que o público apresentasse a carteira de vacinação contra a Covid-19.

Adentraram ao palco os cantores convidados Patrick Modesto, Andrei Gomes, Gilson Matos, Adriano Carvalho, Ken Pablo, PA Chaves e Alciro Neto. Na sequência, veio o apresentador Israel Paulain, o amo do boi, João Paulo Faria, e o levantador de toadas, Sebastião Júnior.

A tema “Amazônia do Povo Vermelho” tem sua identidade visual conceituada por Mencius Melo, Rubens Alves e Adan Renê, membros da Direção Geral do Espetáculo (DGE). A criação e concepção da identidade do tema é do designer Rodrigo Abreu. Rodrigo já havia criado a arte do tema “Vida” de 2015 e retornou em 2022 para mais uma vez dar identidade ao tema do Garantido 2022.

A arte em versão dupla traz o Garantido estampando em fundo vermelho e no outro caramelo. Um punho cerrado representando a luta dos povos originários da Amazônia vem ornado de cocar e frutos do guaraná. Um rosto indígena acompanha a arte. Na segunda versão todos os elementos estão presentes, mas, desta vez um rosto negro ocupa o espaço simbolizando a presença negra na construção do Brasil e em especial da Amazônia.

“É uma arte com alta carga de humanidade”, explicou o designer Rodrigo Abreu. Já o diretor da DGE, Mencius Melo, acrescentou: “Concebemos um tema forte, com uma identidade visual de vanguarda, bom gosto e originalidade. Até a fonte foi criada especialmente para o Garantido”, detalhou.

A DGE

No evento foram apresentados os integrantes do colegiado responsável por conceber, criar e executar o boi de arena 2022. Nomes experientes e técnicos fazem parte do time escalado pelo presidente Antonio Andrade. A direção da DGE fica a cargo de Mencius Melo, Rubens Alves e Ito Teixeira. A direção de figurino é de Alfraney Cruz.

Enquanto isso, direção geral do espetáculo na arena está a cargo de Felipe Herzog. A direção cênica e coreográfica é de Jorge Kennedy e Élio Siqueira. A direção musical é de Enéas Dias, Jonedsom Ramos, Leonardo Pantoja, Rubens Alves e Mencius Melo.

Fazem parte ainda Emerson Brasil, José Trindade e Zilkson Reis na direção geral de alegoria e estruturas plásticas. Complementam a direção de roteiro Iraildes Caldas, Allan Rodrigues, Adalmir Sateré, Cícero Antônio e Adan Renê.

Entenda o tema

“Amazônia do Povo Vermelho é uma autoafirmação. Trata-se de reconhecer o maior expoente do Festival Folclórico de Parintins como o vetor e tradutor dos valores identitários do povo amazônico. Valores estes dinâmicos de tempos e espaços múltiplos. Alicerçado na popularidade de sua existência e na originalidade de sua expressão, o Garantido traduz em três noites de espetáculo o espelho de sua imagem, refletindo homens e mulheres de muitas caras e jeitos vivendo entre magias e desafios de uma floresta mantida em pé! É essa gente – suas lutas, suas buscas, seus legados, suas culturas, anseios, protestos, sonhos e utopias – que se entrelaça ao Garantido. Um Garantido plural, fruto de eras primevas e caminhadas de tantas jornadas!

A diversidade, a ancestralidade, a quilombolidade, o indigenismo e a caboclitude dessa gente encontra-se no tema “Amazônia do Povo Vermelho”, assim como o respeito à diversidade, à liberdade de expressão, o combate ao racismo, ao antissemitismo, ao nazifacismo, às formas de opressão, o reconhecimento e apoio às múltiplas identidades de gênero e orientações sexuais, a luta contra a LGBTQIA+fobia e o apoio intransigente à ciência e à arte.

É de vermelho que pintamos nossa pele. É com a esperança que identificamos nosso amanhã.

É esse o Garantido dos sonhos. É esse o Garantido das nossas realidades. É assim que vamos conduzir o boi do negro Lindolfo Monte Verde em 2022. E é assim que seremos conduzidos por ele. Viva o Garantido!”

(*) Com informações da Assessoria