Bola fora

Um dos políticos locais, considerado por muitos, uma raposa felpuda nas artimanhas do poder, usou a expressão “bola fora” como analogia para dizer o que considera do tratamento que tem sido dado pelo prefeito Artur Neto (PSD) ao seu antecessor, Amazonino Mendes (PDT). Artur Neto, desde que assumiu a cadeira de Amazonino, tem feito uma devassa na administração do ex-prefeito e trazido a público informações que depõem contra Amazonino.

Inimigo do meu inimigo…

O experiente “analista” disse que, com suas atitudes, o prefeito só está empurrando Amazonino para os braços de Eduardo Braga (PMDB), e, segundo ele, uma possível união dessas duas forças políticas é algo extremamente perigoso para as intenções futuras de Artur de se manter no poder, já que Amazonino e Braga, juntos, mantém grande influência sobre lideranças política da capital e, principalmente, do interior do Estado. E, para quem acha essa união algo impossível, ele ensina: É bom não esquecer que, em política, inimigo (Braga) de inimigo meu (Artur) é meu amigo.

A cara do Serafim

Não precisa nem ser um gênio da observação para notar, numa rápido olhar, buscando na memória rostos e nomes, como a Prefeitura de Artur (PSDB) é a cara do Serafim (PSB). As principais secretarias, não são ninhos tucanos, mas sim abrigos dos socialistas do PSB.

Secretarias e socialistas

Na secretaria municipal de Finanças, sem contar com o secretário Ulisses Tapajós, os cargos de diretores, subsecretários, gerentes e coordenadores estão todos com o PSB. Na Secretaria municipal de Saúde, a subsecretária é do PSB, assim como também é o subsecretário municipal de Administração (ex-procurador da administração de Serafim). Na previdência municipal, a Manausprev, o diretor-presidente é das hostes do PSB, assim como na Secretaria Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), o diretor de transportes é o ex-subsecretário, do hoje deputado Marcelo Ramos (PSB), gestor da secretaria na época de Serafim prefeito. Sem falar dos cargos de menor escalão que estão quase todos, e na maioria das secretarias, ocupados pela turma do Sarafa. Mas, a cara do Sarafa, fica definitivamente marcada na memória quando se vê no governo de Artur a presença do economista e consultor de projetos Rodemarck Castelo Branco, eminência parda da administração Serafim, e presidente da comissão de transição, com a mesma influência de antes na Prefeitura de Artur.

Na luta

Aqueles que reclamaram pela demora do vereador Plínio Valério em assumir a vacância do cargo de deputado federal, dizendo que a bancada do Amazonas estava desfalcada de um parlamentar para defender os interesses do Estado devem gostar da notícia de que Valério assumiu e já está em duas comissões como membro titular, uma delas inclusive é a comissão especial, criada para tratar da prorrogação da Zona Franca de Manaus. Nós do Radar desejamos boa sorte para Plínio e toda a bancada do Amazonas na manutenção desse modelo que ainda é a base da economia local.