Bolsonaristas orquestram ataques a Eduardo Leite

Hugo Barreto/Metrópoles

Após ter tornado pública sua homossexualidade, Eduardo Leite se tornou alvo da milícia digital bolsonarista. Ataques com o mesmo texto estão sendo postados nas redes sociais.

“Usar homossexualidade como bandeira política no Ocidente em pleno século 21 é confissão de falta de consistência das ideias. Ninguém liga para o que adultos fazem entre quatro paredes. Mas o povo liga para o autoritarismo “científico” dessa turma, que destrói empregos. Isso sim!”, dizem os tuítes.

Nos grupos bolsonaristas no Telegram, também houve ataques. “Está deflagrada a campanha antecipada de Eduardo Leite. E a opção sexual do governador está sendo usada como cabo eleitoral”, dizia um texto.

Bolsonaro deu a chancela aos ataques nesta sexta-feira, em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Planalto, o presidente disse que o governador gaúcho está “se achando o máximo” e que a revelação é um “cartão de visita para a candidatura dele”.